segunda-feira, julho 22, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    IoT com rede 5G: Pesquisas revelam riscos à cibersegurança

    Segundo o pesquisador Robert Bruce, o 5G está prestes a ser um componente crítico na evolução contínua das tecnologias digitais, especialmente porque a inteligência artificial (IA) e a internet das coisas (IoT) continuam a remodelar o cenário tecnológico global. As redes 5G, como suas predecessoras, não são imunes a ameaças de segurança. No entanto, os riscos são amplificados devido ao grande volume de dispositivos que serão conectados e à natureza sensível dos dados que eles irão manipular. As preocupações com a segurança cibernética variam desde privacidade e proteção de dados até ameaças potenciais à infraestrutura crítica.

    A natureza descentralizada das redes 5G, com mais dados sendo processados, também abre novos pontos de vulnerabilidade. Segundo Bruce, as operadoras de telecomunicações e fabricantes de dispositivos precisarão investir significativamente em medidas de cibersegurança robustas para proteção contra essas ameaças.

     

    Por que a cibersegurança na IoT é importante?

    IoT refere-se a todos os objetos e dispositivos que estão interconectados à internet, permitindo acúmulo e transmissão de dados sem qualquer mediação humana. No entanto, confiar o controle à Internet expõe os dispositivos IoT a possíveis ataques cibernéticos e intervenções disruptivas.

    Agora que a IoT mudou completamente o jogo, a cibersegurança se tornou mais essencial do que nunca e desafiadora ao mesmo tempo. De acordo com o relatório de ameaças da Unit 42 IoT, 98% de todo o tráfego de dispositivos IoT não é criptografado, expondo dados pessoais e confidenciais na rede. Esse é um grande exemplo de risco cibernético de IoT. O relatório também destaca que 57% dos dispositivos IoT são vulneráveis a ataques de média ou alta gravidade. Além disso, 41% dos ataques exploram vulnerabilidades de dispositivos, o que novamente mostra os desafios de segurança da IoT.

     

    Tecnologia 5G e questões de cibersegurança

    Ainda de acordo com a pesquisa de Bruce, o 5G trará inúmeros riscos de cibersegurança junto com suas as vantagens. Devido a isso, as empresas terão que investir pesadamente em segurança cibernética para utilizar totalmente o 5G. 

    De acordo com Markswell Coelho, coordenador da IBSEC – Instituto Brasileiro de Cibersegurança, “a evolução da tecnologia de 4G para 5G traz novos desafios de cibersegurança. Pela novidade da tecnologia 5G. A tecnologia de segurança cibernética atualmente em funcionamento não é suficiente para proteger contra novas ameaças impostas por ela”.

    Bruce afirma que a tecnologia 5G traz muitas ameaças à cibersegurança devido ao uso de big data. Devido à quantidade de dados que o 5G usa, ele requer muita proteção cibernética. Portanto o maior uso do 5G traz um novo fluxo de ameaças à segurança cibernética.

    Para Bruce, o mundo caminha para a 5ª revolução industrial. Isso trará mecanização avançada, produção em massa automotiva, IA, IoT e sistemas ciberfísicos. Embora todas essas inovações sejam muito úteis para a humanidade, essas tecnologias podem ser alvos fáceis de hackers. Isso mostra que o 5G influenciará positivamente nossas vidas, mas trará riscos de cibersegurança.

     

    Problemas futuros em redes 5G

    Como já falado, à medida que o 5G continua a evoluir e se tornar mais difundido, é provável que surjam novos desafios. Aqui estão alguns possíveis problemas futuros sobre os quais as partes interessadas devem estar cientes segundo o site Enterprise Networking Planet:

     

    Congestionamento de rede

    Segundo o site, embora as redes 5G sejam projetadas para lidar com um volume muito maior de dados e dispositivos do que seus antecessores, o rápido crescimento no número de dispositivos conectados ainda pode levar ao congestionamento da rede. Isso pode resultar em velocidades mais lentas e desempenho reduzido, principalmente em áreas urbanas densamente povoadas.

     

    Ameaças à cibersegurança

    Como já citado anteriormente, à medida que mais dispositivos se conectam a redes 5G, o potencial de ameaças à cibersegurança aumenta. Isso pode incluir violações de dados, roubo de identidade e ataques a infraestruturas críticas. A indústria precisará ficar à frente dessas ameaças, investindo em medidas de segurança robustas e atualizando-as e aprimorando-as continuamente.

     

    Desafios regulatórios

    O Enterprise Networking Planet cita também que a  implantação de redes 5G pode apresentar desafios regulatórios. Isso inclui questões relacionadas à alocação de espectro, privacidade de dados e saúde e segurança. Os reguladores precisarão equilibrar a necessidade de inovação e crescimento com a necessidade de proteger os consumidores e manter a integridade da rede.

     

    Mais informações: IBSEC

     

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL