sexta-feira, julho 12, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Caso Djidja: irmão de ex-sinhazinha é suspeito de estupro

    A Polícia Civil do Amazonas está investigando se o irmão de Djidja Cardoso, que morreu com suspeita de overdose de cetamina na última terça-feira (28/5), teria abusado sexualmente da ex-namorada enquanto ela estava sob efeito da droga cetamina. Ademar Cardoso foi preso com a mãe da ex-sinhazinha do Boi Garantido.

    Caso a investigação seja confirmada, Ademar pode ser acusado por estupro de vulnerável. A suspeita é de que a ex-companheira também teria sofrido um aborto por conta da droga injetável. As informações são do Fantástico.

    “Você só podia frequentar a casa se você usasse droga e meditasse. ‘Pai, Mãe, Vida vai cuidar de você. Pai, Mãe, Vida vai te curar”, relatou a ex-namorada ao Fantástico, nesse domingo (2/6).

    A ex-companheira de Ademar cardoso informou que passou a usar a droga após ser aliciada para entrar na seita “Pai, Mãe, Vida”, na qual Ademar Cardoso e a mãe Cleusimar participavam.

    Relembre o caso da morte de Djidja Cardoso
    A ex-sinhazinha foi encontrada morta em sua casa, na última terça-feira (28/5), em Manaus, capital do Amazonas.

    Ela tinha 32 anos e era famosa no estado por ter representado a personagem sinhazinha do Garantido no Festival Folclórico de Parintins. Na encenação cultural, a sinhazinha é uma das personagens centrais. Ela comandava uma rede de salões de beleza em Manaus.

    Ademar, Cleusimar e Verônica Costa, responsável por um salão de beleza da ex-sinhazinha, foram presos, suspeitos de criar uma seita onde era consumida a droga cetamina.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL