sábado, julho 20, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Heineken altera fórmula da cerveja no Brasil sem notificar consumidores

    Segundo informações da coluna de Guilherme Amado/Metrópoles, a sede brasileira da Heineken realizou uma alteração na fórmula original da cerveja, que havia consagrado a marca em todo o mundo, sem comunicar aos clientes sobre essa mudança. A fórmula original da Heineken, amplamente divulgada em sua publicidade, estabelece que a bebida deve ser produzida em 28 dias. No entanto, documentos obtidos recentemente indicam que, desde 2021, a cerveja também tem sido produzida em prazos mais curtos, de 21 e 23 dias.

    Ao ser questionada sobre essa modificação pela coluna de Guilherme Amado/Metrópoles, a Heineken afirmou que a produção sempre foi de no mínimo 21 dias, o que difere significativamente do discurso presente em sua comunicação institucional. Essa afirmação também entra em conflito com os registros dos testes realizados pela cervejaria para avaliar o impacto da redução no sabor final da cerveja.

    A fórmula original de produção da Heineken estabelece que o tempo de enchimento do tanque varia entre 12 e 24 horas, enquanto o período de fermentação principal dura entre sete e oito dias. Além disso, o armazenamento para atingir o nível específico de diacetil, um aromatizante produzido durante a fermentação, leva cerca de seis a oito dias. De acordo com a receita original, o tempo total de fermentação e maturação deveria ser igual ou superior a 14 dias. No entanto, a redução de sete dias foi aplicada na etapa final, durante a maturação do fermento, que deveria durar de seis a oito dias.

    Funcionários que trabalharam na Heineken, sob anonimato, relataram que os testes para a mudança na fórmula original da cerveja no Brasil começaram há pelo menos três anos, com o objetivo de atender à demanda crescente por cerveja no país. Inicialmente, houve uma diminuição de cinco dias na produção (de 28 para 23 dias), e posteriormente a Heineken passou a ser produzida em apenas 21 dias, sete dias a menos do que o previsto na fórmula original.

    Curiosamente, o site oficial da Heineken afirma que a cerveja é produzida da mesma forma desde 1873, mencionando que ela demora “longos 28 dias” para ficar pronta. No entanto, não há menção às mudanças realizadas no Brasil.

    Em 2016, o mestre-cervejeiro global da empresa, Willem van Waesberghe, reforçou o processo de 28 dias como uma marca da Heineken durante uma entrevista no Brasil. Ele destacou que a fabricação da Heineken ocorre em tanques horizontais, proporcionando a pressão ideal para a exclusiva “levedura A”, utilizada desde o século 9 para garantir uma cerveja equilibrada e refrescante.

    Além disso, documentos revelam que a Heineken também está conduzindo testes para produção em tanques verticais, contrariando a receita original e a publicidade que enfatiza os tanques horizontais como parte do “processo perfeito para o sabor único”. Essa mudança pode ter impacto na experiência sensorial da cerveja, e a empresa precisa lidar com a discrepância entre sua comunicação e as práticas reais de produção.

    A Heineken, entretanto, nega a produção em tanques verticais, mas admite que “inúmeros testes são realizados diariamente em todas as unidades produtivas”.

    “Somente 4 das nossas 14 unidades têm capacidade para produzi-la (Jacareí/SP, Araraquara/SP, Alagoinhas/BA e Ponta Grossa/PR), justamente por serem as únicas com instalação de tanques horizontais. A realização pontual de testes não representa qualquer mudança no processo produtivo ou na receita original do produto”, disse a empresa, na nota enviada à coluna.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL