sábado, julho 20, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Custo da cesta básica cresceu em 11 capitais em maio, diz Dieese

    custo da cesta básica aumentou em 11 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em maio. As elevações mais expressivas ocorreram em Porto Alegre (3,33%) e Florianópolis (2,50%), enquanto a maior redução foi observada em Belo Horizonte (-2,71%).

    Mais uma vez, São Paulo foi a capital onde o conjunto de alimentos básicos apresentou o maior custo (R$ 826,85), seguida por Porto Alegre (R$ 801,45). Nas cidades do Norte e do Nordeste, onde a composição da cesta é diferente, os menores valores médios foram registrados em Aracaju (R$ 579,55) e Recife (R$ 618,47).

    Preço da cesta básica nas 17 capitais pesquisadas | Divulgação/Dieese

    Segundo o levantamento, a alta no custo da cesta básica foi influenciada pela elevação no preço da maioria dos produtos, como café, batata, leite integral, arroz e tomate, que subiram em todas as capitais pesquisadas. O feijão foi o único item que registrou queda no preço.

    No geral, a comparação dos valores da cesta entre maio de 2023 e 2024 mostrou que quase todas as cidades tiveram alta de preço, exceto Goiânia (-0,05%). Já nos quatro primeiros meses de 2024, o custo da cesta básica aumentou em todas as cidades, com destaque para as variações do Nordeste: de até 15,11%.

    Cesta básica x salário mínimo
    Quando comparado o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto de 7,5% da Previdência Social, verifica-se que o trabalhador comprometeu, em média, 54,31% do rendimento para adquirir os produtos alimentícios básicos. O número representa uma pequena redução em relação a maio de 2023, quando o percentual ficou em 55,68%.

    Com base na cesta mais cara, o Dieese estima que o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas em março deveria ter sido de R$ 6.946,37 ou 4,92 vezes o mínimo de R$ 1.412. No mesmo período do ano passado, quando o piso mínimo era de R$ 1.320, o valor necessário ficou em R$ 6.652,09 ou 5,04 vezes o valor vigente na época.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL