sexta-feira, julho 12, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    MT inicia operação de combate a incêndios no Pantanal

    O governo de Mato Grosso lançou, nesta segunda-feira (17), a Operação Pantanal 2024, que combate incêndios florestais na região do Pantanal no estado. O objetivo é evitar que o fogo destrua o bioma como em anos anteriores, em que a fauna e a flora da região foram atingidas pelas queimadas.

    Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), somente em junho, mais de 1,3 mil focos ativos de calor foram registrados em Mato Grosso, sendo 235 na região do Pantanal, um crescimento de mais de 1300% em comparação a junho de 2023.

    De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente Mauren Lazzarettio, a operação foi antecipada em dois meses por causa da situação climática que afeta a região. O período proibitivo também foi antecipado, que passa a valer a partir desta segunda-feira.

    “Antecipamos a proibição de 1 de julho para esse bioma. Somente serão autorizados focos preventivos, ou seja, o uso do fogo para prevenir eventos maiores”, diz.
    As ações integradas de combate ao fogo no Pantanal são realizadas em parceria com o Governo Federal, que disponibilizou brigadistas e colocou a marinha e o exército brasileiro à disposição para o combate ao fogo.

    Plano de manejo

    O Sesc Pantanal disponibilizou o primeiro Plano de Manejo Integrado do Fogo (PMIF) entre Reserva particular do patrimônio natural (RPPN) de Mato Grosso e está disponível para ser acessado nas plataformas online. O documento reúne ações de prevenção e combate a incêndios e foi realizado em parceria com a Fundação Pró-Natureza (Funatura) e apoio do ICMBio e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INAU).

    A novidade deste ano é a queima prescrita, que usa o fogo como aliado na prevenção de grandes incêndios. Com a queima de algumas áreas, em forma de mosaico, protege-se áreas muito maiores das grandes linhas de fogo, comuns no Pantanal, que são de difícil combate.

    De acordo com a gerente-geral do Polo Socioambiental Sesc Pantanal, Cristina Cuiabália, o PMIF é um marco na prevenção a incêndios no bioma.

    “A integração é o grande diferencial para proteger o Pantanal de grandes incêndios. Temos ampliado as técnicas de prevenção e a queima prescrita é uma delas. Por isso, a expectativa é muito positiva, pelos resultados já obtidos em outros biomas e experiência já adquirida na RPPN”, destaca.
    A RPPN possui 108 mil hectares e está localizada em Barão de Melgaço, a 121 km de Cuiabá, O bioma tem apenas 5% de área protegida em Unidades de Conservação e deste total, 1% corresponde à RPPN Sesc Pantanal.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL