sexta-feira, abril 19, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Farpas de Dantas|Coluna de política digital

    Abrindo os trabalhos dando as boas-vindas a todos e já vamos começar lançando farpas:

    Farpa 1

    A semana de, praticamente, 3 dias em função do feriado de carnaval teve movimentação intensa nos bastidores políticos.

    Uma possível mudança de partido do atual vice-prefeito da cidade, que também é presidente do diretório municipal do PSD, Aylon Arruda, pode mudar todo cenário político apresentado até então; isso porque, se Aylon migrar, juntamente com seu grupo, uma vez que o partido que o receberia, nesse caso, seria o Republicanos,  já tem um nome posto como pré-candidato, o ex-prefeito, Adilton Sachetti. Estaria surgindo uma dobradinha?

    Farpa 2

    Acompanhado a hipótese de Aylon Arruda filiar-se no Republicanos, seria menos um aliado para o grupo do atual prefeito, José Carlos Junqueira de Araújo, que insiste em seguir com seu secretário Paulo José para encarar a majoritária das próximas eleições e, considerando, que o PT não abre mão de candidatura própria a prefeito, que tem o nome de Carlos Augustin – Teti colocado, o grupo de Zé do Pátio enfraquece consideravelmente. E o racha nos progressistas está selado!

    Farpa 3

    Na contra mão, um novo nome, que até então estava adormecido politicamente, ganhou notoriedade na semana. 

    Estamos falando de Marchiane Freitzen, que em suas redes sociais abriu uma caixinha de pergunta e foi alvejada pela questão: Você é ou não pré-candidata a prefeita? É de conhecimento de todos que a presidente da Acir também está a frente do União Brasil em Rondonópolis e diante de tantas perguntas sobre o assunto, o semblante envaidecido tomou conta da feição de Marchiane, evidenciado, no entendimento dessa humilde colunista, um desejo latente de se aventurar, mais uma vez, em uma campanha política, porém, agora, como prefeita.

    Vale lembrar, que em outras oportunidades, ao ser questionada sobre tal possibilidade, Frietzen dizia que uma corrida ao paço para o próximo pleito não estava em seus planos. Será?

    Farpa 4

    A relação entre Executivo e Legislativo anda mesmo estremecida, com queixas que vão de desrespeito a perseguições políticas.

    Uma fala dura feita em sessão extraordinária na ultima quinta-feira (15) pelo vereador Roni Magnani deixa evidente o desgaste entre os poderes “Não mexa com quem tá quieto”, foi o grito de revolta do vereador, que disse não ser bananinha e não ter medo de ameaça, “eu consigo provar a vossa excelência que vossa excelência não tem moral para ficar me provocando” disse Magnani. Lembrando que Roni Magnani foi o candidato a Deputado Estadual apoiado pelo prefeito Zé do Pátio. Sim meus amigos, estamos só no começo!

    Farpa 5

    E nem seu primeiro escalão escapou do desgaste. Começando pela secretária de Esportes, a Susan Meire, que se sentiu desrespeitada com as falas duras e exposição por parte do prefeito, pedindo exoneração do cargo. E até a presidente da Autarquia de Transporte e também secretária de trânsito, Priscila Paiva, que é “um docinho” não suportou os ataques e desaforos destilados contra ela, devolvendo a bronca na mesma proporção, sem levar desaforos pra casa. 

    Santa Casa X Secretaria Municipal de Saúde

    Essa é outra briga que nunca chega ao fim, um diz que deve e outro que não deve e enquanto isso a saúde fica devendo o povo.

    Mais uma vez a Santa Casa não conseguiu comprovar a dívida de aproximadamente R$ 13 milhões da Prefeitura, ficando apenas um repasse no valor de 45 mil reais. Mas a Santa Casa não se deu por vencida e continua brigando por um valor de quase 23 milhões que, segundo eles, são posteriores ao processo de cobrança julgado. Quem está certo nós não sabemos, porém, o fato é que a saúde de Rondonópolis não vai bem, nem na estrutura física e nem humana, falta remédio, falta médico, falta manutenção… o que tem de sobra é esperança em todos nós de ter um atendimento público digno e humano, que é direito de todos. 

    E tem partido novo chegando!

    Nosso anfitrião da página não tem medido esforços para emplacar o Partido Conservador em Rondonópolis. Com posicionamento firme de direita, Marcelo Marreta tem trabalhado muito para concluir a regularização do partido em tempo de concorrer as eleições municipais desse ano, podendo, inclusive, apresentar um candidato próprio. Sem espaço para os ditos “melancias” (os que se dizem de direita mas flertam com ideologias de esquerda) a sigla é uma alternativa para os conservadores de direita. Marreta segue firme no propósito de consolidar o partido na cidade.

    E fica a pergunta: Caso o partido seja oficializado e lancem um candidato a prefeito, quem seria?

    Diga aí meu povo!

    Vamos ficando por aqui, mas te encontro na próxima semana com mais Farpas de Dantas. Até lá!

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL