segunda-feira, março 4, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Cessar-Fogo| Israel aprova acordo para Hamas libertar 50 reféns 

    Na madrugada do 47º dia de guerra, o gabinete israelense aprovou um acordo com o Hamas de libertação de reféns em troca de palestinos presos. Até 80 dos quase 240 sequestrados podem ser libertados. Inicialmente, 50 serão soltos em troca de 150 mulheres e menores palestinos. Isso ocorrerá durante um cessar-fogo temporário de cinco dias. Outros 30 podem ser soltos posteriormente. “Estamos diante de uma decisão difícil nesta noite, mas é a decisão certa”, afirmou o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, no início da reunião.

    Opositores alertaram que o acordo, que foi mediado pelo Catar, prejudicará a capacidade de Israel de garantir a libertação de todos os reféns e complicará a campanha militar para expulsar o Hamas de Gaza, além de ser difícil retomar a guerra depois do cessar-fogo temporário. “Estamos em guerra e continuaremos em guerra até alcançarmos todos os nossos objetivos: destruir o Hamas e devolver todos os nossos cativos e pessoas desaparecidas”, disse o premiê, destacando que todas as forças de segurança do país apoiam o acordo. (Jerusalem Post)

    “O governo israelense está empenhado em trazer todos os sequestrados para casa. Esta noite, o governo aprovou o esboço da primeira fase para atingir este objetivo, segundo o qual pelo menos 50 sequestrados – mulheres e crianças – serão libertados durante um período de quatro dias, durante os quais haverá uma pausa nos combates”, informou o gabinete de Netanyahu em comunicado, sem dar mais detalhes sobre outras concessões, como a libertação de prisioneiros palestinos e a entrada de combustível e ajuda humanitária em Gaza. “A libertação de cada dez sequestrados adicionais resultará num dia adicional de descanso.” (Haaretz)

    O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, comemorou o acordo, que chamou de “trégua humanitária”, mas cobrou um cessar-fogo permanente que preserve a vida dos civis palestinos. Os EUA defendem que a Autoridade Palestina, que governa parcialmente a Cisjordânia, assuma o controle de Gaza no lugar do grupo terrorista Hamas, mas Israel resiste à proposta. (CNN)

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL