domingo, abril 14, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    ASSÉDIO MORAL| Servidor Efetivo há 20 anos, denuncia Secretária de Saúde em Rondonópolis

    O Servidor público municipal efetivo, Valter Pereira da Silva, que há quase 21 anos trabalha no município de Rondonópolis, lotado na secretaria municipal da suade enviou uma denúncia a redação do Marreta Urgente.

    Segundo consta, ele denuncia, a atual secretária de saúde, Sra. Ione Rodrigues por assédio moral, relata que possui comorbidades (bronquite e sinusite), causando crises constantes de falta de ar, e dor de cabeça.

    O fato iniciou após a mudança no layout da sala, “que imediato comuniquei a minha superior direta, que aquele fluxo de ar gelado traria complicações a minha saúde, com dores de cabeça (sinusite), e falta de ar (bronquite)”.

    No relato, o servidor, afirmou que o ambiente estava insalubre para ele, mesmo com meus inúmeros pedidos, para que mantivessem em 22° ou 23° graus (a temperatura ambiente), e que outros servidores em cargo de comissão mantinha a temperatura em 18ºC.

    Ao questionar os demais sobre a situação, foi orientaram a usar blusas de frios na sala. Informa ainda que o departamento “saúde do trabalhador”, que tem o objetivo de assistir e corrigir os ambientes de trabalho, e dar atenção à saúde dos servidores, é inoperante na secretaria.

    Relata ainda, que a SMS, estaria sem contrato com fornecedores de combustíveis, onde a frota está sendo abastecida, mediante assinatura de nota/pedido, o que confronta a legislação de licitação.

    Que na sexta-feira dia 08/03 (Dia Internacional da Mulher), não tinha sequer papel higiênico na Secretaria, e que os servidores(as), estariam levando de casa.

    Outro relato é sobre o transporte de pacientes que realizam (tratamento fora do domicílio), segundo a denúncia por inúmeras vezes; impediu que pessoas estranhas as descritas nas listas embarcassem, inclusive já houve casos de crianças desacompanhadas dos pais, onde outra pessoa se apresentou como tutora, sem ter a devida documentação, e não foi embarcado, pensando-se assim, na segurança da criança, até por quê; quem garante que essa criança não está sendo sequestrada?

    Tendo relatos de ter sido ameaçado, devido a negativa de embarcar pessoas que não constavam na lista, todo esse risco, por estar fazendo a coisa certa, ou seja, atendendo o que prescreve a instrução normativa.

    Que as Vans, estão transportando pacientes com um desconforto, pois há vários bancos quebrados (não se firmam em posição de assento), impróprios para viagens, há quase 02 meses, que o gestor responsável, pela manutenção, por mais que saibam da situação nada fazem.

    Abaixo a integra da denúncia, que foi enviada ao Ministério Público, ao Sispmur e demais órgãos para conhecimento.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL