quinta-feira, fevereiro 22, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Trecho de desvio do Portão do inferno na MT-251 é liberado em meia pista para veículos leves

    O trânsito na rodovia MT-251, na região do Portão do Inferno sentido Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, foi liberado em meia pista para veículos leves, na manhã desta quarta-feira (27), segundo o Batalhão de Trânsito da PM (Polícia Militar). A região estava interditada desde domingo (24), após um deslizamento de terra. (assista acima)

    De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), os veículos estão passando no esquema de pare e siga, montados a 1,5 km do Portão do Inferno. A liberação ocorreu após vistoria técnica de equipes da Sinfra.

    A liberação é válida para veículos leves. Caminhões e ônibus seguem proibidos de passar pelo trecho, conforme portaria publicada pela Sinfra. Os veículos pesados devem pegar o caminho por Campo Verde para se locomover entre as duas cidades.

    No dia 14 deste mês, o Governo de Mato Grosso decretou situação de emergência na região do Portão do Inferno. O local registrou dois deslizamentos de rochas em menos de 24 horas.

    Rotas alternativas

    A rota mais recomendada pelas autoridades de Mato Grosso passa por Campo Verde, a 139 km de Cuiabá. Nessa rota, o trajeto é asfaltado, soma dois pedágios e aumenta de 66 km para 207 km de distância.

    Outra rota alternativa encontrada pelos motoristas passa por uma estrada não asfaltada pelo distrito de Água Fria, em Chapada dos Guimarães. Por essa rota, são 116 km ao todo, sendo 32 km por estrada de terra com muita poeira, areião e pontos com atoleiro. O acesso é pela MT-251, na rotatória, saída para Manso, na MT-351.

    O Batalhão de trânsito não orienta utilizar a rota que passa por Água Fria, pela falta de asfalto.

    Risco apontado em relatório

    De acordo com um ofício feito pela Sinfra-MT, foi constatado risco de deslizamento desde 2021.

    O prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner de Mello (MDB), disse que entende que a faixa de domínio é de uso comum da população e solicita junto ao ICMBio a liberação de uma medida judicial para garantir que o estado cuide da rodovia e permita que o trânsito flua de forma segura e contínua.

    “O acesso de ligação do município de Chapada dos Guimarães com a capital é pela MT-251 passando pelo Portão do Inferno. Precisamos de uma resposta do ICMBio para não prejudicar a economia e o turismo de Chapada, além dos municípios vizinhos do sul e do leste mato-grossense”, disse.

    O que está sendo feito?
    Para conter o risco de deslizamento de terra, a Sinfra publicou uma nota em que diz que adquiriu material para fazer uma cortina de contenção no trecho, que já se encontra na região. A cortina ainda não foi instalada porque, de acordo com o órgão, não há profissionais com essa capacitação em Mato Grosso. Uma equipe de São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais está sendo viabilizada para contração.

    A Sinfra ainda ressaltou que profissionais estão permanentemente no local, junto com a Defesa Civil e Polícia Rodoviária Estadual fazendo o monitoramento do trecho;

    Além da instalação de câmeras e sinalização no trecho do Portão do Inferno, o órgão disse que já está em processo de contratação de uma empresa que fará o projeto de engenharia para a construção de um túnel no local.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL