domingo, junho 23, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Terceirizado pede vínculo de emprego, perde ação e pode ter que pagar R$ 813 mil

    A informação foi publicada no jornal Valor Econômico, que destaca que o valor da causa é de R$ 3,2 milhões. De acordo com a publicação, “na sentença, o magistrado destaca que o prestador de serviços nunca declarou, para a Receita Federal, que era empregado, “ou seja, ele sabia que nunca foi empregado da empresa ré, mas, ao contrário, mantinha relações comerciais com a ré e com todas as empresas do seu grupo econômico, inclusive, com grandes lucros durante toda a relação“”.

    O juiz ainda destacou que o autor da ação seria um empresário, como o próprio teria dito em depoimento e que, dessa forma, não teria nem direito ao benefício da justiça gratuita, nem ao seguro desemprego. “Na ação, porém, o autor alega estar desempregado e sem condições de demandar em juízo sem prejudicar seu próprio sustento e de seus familiares“, nota a publicação.

    O magistrado registra ainda que o autor da ação “alterou a verdade dos fatos e tentou usar o processo para conseguir objetivo ilegal.” E por isso, resolveu pela condenação por litigância de má-fé em 10% sobre o valor da causa, ou seja, R$ 325 mil.

    O jornal reporta ainda que “sobre a condenação em honorários de sucumbência, o juiz afirma ser devido na Justiça do Trabalho desde a edição da reforma trabalhista (Lei nº 13467, de 2017), sob percentuais que variam de 5% a 15%, de acordo com o artigo 85“. E “determinou, então, o pagamento do percentual máximo “tendo em vista o zelo e o trabalho realizado pelo advogado da ré, e a natureza e a importância da causa”. O valor foi fixado em R$ 487,9 mil – calculados sobre R$ 3,2 milhões (processo nº 0000237-30.2023.5.17.0131)”.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL