SITE DA CÂMARA FEDERAL INDUZ AO ERRO; SOBRE CARGO DE FLORDELIZ

SITE DA CÂMARA FEDERAL INDUZ AO ERRO; SOBRE CARGO DE FLORDELIZ

Com orçamento de R$ 6,4 bilhões a câmara de deputados não consegue ter um portal adequado para consultas, porém sabe gastar com sua própria estrutura, deputados e funcionários.

Isso porque nesta quarta-feira (3) consta a informação de que a deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, seria titular de um cargo na Secretaria da Mulher. E não existe qualquer referência explicativa no site da câmara federal, sobre este procedimento, induzindo grande parte dos veículos de comunicação ao erro.

No entanto, a informação é que “Todas as mulheres estão como titulares da Secretaria da Mulher durante o processo de votação remota. Foi feito um sistema para realizarmos nossas reuniões na secretaria. Todas as deputadas estão como titulares, como se fossem de uma comissão. Por isso o nome dela está lá”, esclareceu a deputada.

A confusão começou porque, na página de Flordelis, aparece entre os seus cargos, em 2021, a Secretaria da Mulher.

A assessoria parlamentar de Flordelis disse que Flordelis não tem interesse em assumir cargo na secretaria ou qualquer outro de liderança porque está focada no exercício do mandato e em sua defesa na Justiça. “Ela não foi convidada, ela não tem interesse, é uma questão normal todas as mulheres aparecem como sendo da secretaria”, explicou o gabinete. Ao todo, a secretaria tem oito cargos de direção, inclusive da Procuradoria da Mulher, e coordenação.

Redação com Congresso em Foco.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Jornal italiano chama esquerda brasileira de ridícula

Nesta terça-feira (9), a jornalista Andrea Morigi, publicou uma matéria ridicularizando a esquerda brasileira no jornal italiano Libero Quotidiano. O texto foi liberado para o site Alleanza Cattolica, mas há

Política 0 Comentários

VÍDEO: APOIADOR DE BOLSONARO CRITICA MARXISMO E APARECE “SEM CINTO DE SEGURANÇA”

Thiago Lima, um dos líderes do Bolsonaro – Mato Grosso, gravou um vídeo que começou a circular em redes sociais onde contesta os argumentos esquerdistas sobre as universidades. Segundo ele

Jovem com suástica no corpo desiste de representar criminalmente

Segundo o jornal O Correio do Povo, o delegado Paulo César Jardim, titular da 1ª DP da Capital, afirmou que está suspensa a investigação do caso em que uma jovem,