sexta-feira, abril 19, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Santa Casa afirma que documentos comprovam os recursos devidos e contesta Prefeitura de Rondonópolis(video)

    Após a divulgação de uma auditoria da SES, onde a prefeitura se baseia para afirmar que nada deve a Santa Casa de Rondonópolis. A direção da instituição em entrevista coletiva a imprensa na noite desta sexta-feira (16) refutou e contestou a posição da prefeitura de Rondonópolis.

    Segundo a presidente do Conselho de Administração da Santa Casa, empresária Tânia Balbinotti, a Secretária de Saúde diz que a Prefeitura de Rondonópolis não deve nada a Santa Casa. Realmente ela não deve, só está segurando dinheiro da Santa Casa, recursos enviados pelo Governo Federal durante vários meses, certeza, mais de 24 meses e estão parados.

    “Observem que várias auditorias foram feitas, a Secretária municipal, fala que uma equipe de auditoria do Governo do Estado fez um relatório e que agora ela achou o órgão competente acima de qualquer suspeita para dizer que a prefeitura de Rondonópolis não deve para a Santa Casa, então nos perguntamos, a equipe dela fez um parecer técnico dizendo que os valores são  da Santa Casa, ela não gostou do parecer da própria equipe da Secretaria Municipal do SUS e  encaminhou para a Auditoria do Sistema Único de Saúde (AudiSUS) que é o órgão máximo de auditoria federal. O AudiSUS analisou e diz ‘a senhora fez descontos, não faça, pague o que é devido’ e a Secretária veio se negando a pagar durante todo esse período”.

    “Não houve cobrança duplicada”,

     “O que existe são os recursos da Covid. O Estado interpreta a lei diferente, lei Federal, essas leis são federais, regras federais e que não podem ter uma interpretação diferente em Rondonópolis, não pode ser só aqui que isso esteja acontecendo. A gente pede que o dinheiro seja repassado com muita responsabilidade e atenção porque aqui se atende vida, se salva vida”. Declarou Tania.

    “No parecer do Ministério Público Estadual, o parecer diz que a prefeitura corre o risco de sofrer uma improbidade administrativa ou o prefeito por reter recursos federais. Então, isso é uma história que não acabou. O hospital precisa desse dinheiro e um hospital que hoje faz muito, com pouco dinheiro, não pode se dar ao luxo de esquecer. Nós vamos até o fim”, finalizou a presidente.

    Assista ao vídeo:

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL