Reinaldo Morais é a favor da taxação de grandes fortunas

Reinaldo Morais é a favor da taxação de grandes fortunas

O candidato ao Senado Federal pela Coligação Muda Mato Grosso, Reinaldo Morais (PSC-MT), defende pautas importantes que estão em trâmite no Senado Federal, como a taxação das grandes fortunas.

O debate sobre o Imposto de Grande Fortunas ganha força em períodos de crise quando é necessário ampliar o financiamento das ações governamentais. O apelo político é imenso tendo em vista sua elevada progressividade e percepção de justiça social.

“Eu defendo que taxar as grandes fortunas, que ao contrário do que as pessoas pensam, não é o patrimônio de empresários, as grandes fortunas, na verdade, são títulos de bancos. Taxar os bancos é uma forma de fazer um equilíbrio tributário. Eu sou contra votar a favor dos bancos, mas infelizmente tem um senador tampão aqui de Mato Grosso que votou contra a redução dos juros do cartão de crédito. Votou para beneficiar os banqueiros, prejudicando milhares de famílias neste período difícil”, pontua o candidato.

O IGF está previsto na Constituição desde sua promulgação, mas nunca foi regulamentado. Reinaldo aponta que a medida seria uma alternativa para aumentar o caixa do Governo nesse momento de crise. No Senado Federal, existem quatro iniciativas elencadas para debate: PLP 183/2019, PLP 38/2020, PLP 50/2020, PLS 315/2015.

Talvez você também goste

Destaques

Proclamação da república: a história além dos livros

Sexta-feira, 15 de novembro de 1889. O dia que transformou a história do Brasil. Liderados pelo Marechal Deodoro da Fonseca, um grupo de militares destituiu o imperador Dom Pedro II

Notícias 0 Comentários

DENÚNCIA: ALUNOS SOFREM COM CALOR DE INSUPORTÁVEL EM ESCOLA DE RONDONÓPOLIS

Na sexta-feira (17), a mãe de um aluno da Escola Estadual Professor Renilda Silva Moraes em Rondonópolis, entrou em contato com a redação do Marreta urgente, para denunciar a falta

Brasil

QUARENTENA: CATADORA DE RECICLÁVEIS DIZ QUE NÃO PODE PARAR

 Empurrando uma carroça ao lado dos filhos de 12 e de 13 anos, a catadora de materiais recicláveis Janaina de Melo diz que a pandemia de coronavírus não vai fazê-la parar. “O