Ração Adulterada :Produtor rural será indenizado por danos materiais e morais

Ração Adulterada :Produtor rural será indenizado por danos materiais e morais

Por constatar vício de produto, a 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve sentença que condenou uma fabricante de ração animal a indenizar um produtor rural por vender alimento fora das especificações.

O pecuarista contou que comprou a ração por vários meses e depois de um certo tempo percebeu que a qualidade do alimento não era a mesma indicada na descrição. Segundo ele, componentes estariam sendo adulterados, como a proteína bruta, que seria 5% menor do que o previsto. Por isso, seu gado estaria sendo prejudicado por não engordar.

A 20ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte determinou à fornecedora o pagamento de R$ 15 mil por danos materiais, além da restituição dos valores pagos pelo cliente.

A empresa recorreu, apontando que havia feito todos os esforços para entregar um produto de boa qualidade, razão pela qual a relação comercial durou quase dois anos. Também ressaltou que a ração é apenas parte da dieta do gado, que também é composta por água, pasto, feno, silagem etc.

Segundo o relator do processo no TJ-MG, juiz convocado Renan Chaves Carreira Machado, “a prova pericial revela se tratar de produto fora da especificação vendida configura vício de produto e enseja para o produtor a obrigação de restituir ao consumidor adquirente o preço pago”. Destacou o sofrimento do produtor em ver seus animais
com desenvolvimento insatisfatório, e por isso manteve os valores da indenização.

Clique aqui para ler a decisão
Processo 3067199-25.2013.8.13.0024

Redação com Consultor Jurídico

Talvez você também goste

Notícias

“PENHOROU” BEBÊS – Mãe trocou 4 filhos por crack e pasta base em MT

A usuária de drogas, identificada como R.R.F., que entregou o filho de 1 mês e 27 dias de vida, como forma de pagamento pelas suas dívidas de droga, em de

Destaques

Carne Bovina: Volume de exportação caiu 43%, segundo abrafrigo

Com os impactos do embargo chinês à carne brasileira, o volume de exportações de carne bovina do Brasil caiu 43% no mês de outubro na comparação com o mesmo período de 2020. Os

Destaques

Mulher engravida estando grávida e dá à luz dois bebês concebidos com uma semana de diferença.

Marley Mokwena e o seu marido, Tebogo, ficaram chocados ao saber dos detalhes de quando tomaram conhecimento de que estavam esperando gêmeos em um exame inicial. O médico disse ao casal surpreso