QUEIMA DE ARQUIVO: DIRETOR DE FRIGORÍFICO CITADO EM DELAÇÃO DA JBS MORRE EM ACIDENTE

QUEIMA DE ARQUIVO: DIRETOR DE FRIGORÍFICO CITADO EM DELAÇÃO DA JBS MORRE EM ACIDENTE

Após a divulgação da explosiva delação da empresa JBS, que revelou pagamento de propina em espécie e por meio de notas falsas, o diretor do Frigorífico Buriti, Eduardo Chramosta, 37 anos, morre em trágico e misterioso acidente na BR-262, em Terenos. A informação extra oficial é de que ele morreu em decorrência de asfixia mecânica e sem fraturas pelo corpo.

A possibilidade de ter sido ‘tirado’ da pista não está afastada como uma das hipóteses para explicar o acidente, que aconteceu na noite de sábado (20), mas o carro só foi localizado na manhã de domingo (21).

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, homologou a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da maior produtora mundial de carnes, em que eles acusam o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), de receber R$ 38 milhões em propinas.

Quase um terço do montante teria sido pago por meio de notas falsas emitidas pela Buriti. Foram R$ 12,9 milhões, conforme as notas anexadas à delação premiada.

Menos de 48 horas depois, Eduardo é encontrado morto após capotagem da caminhonete Hilux na BR-262. Não há testemunhas da tragédia e o corpo só foi localizado horas após o acidente.

O empresário estava muito nervoso na noite anterior e decidiu retornar à Aquidauana, onde fica o frigorífico, Não há informação do motivo do nervosismo nem a causa da viagem repentina.

O empresário estava sem o cinto de segurança e foi arremessado para fora do veículo. A perícia preliminar indicou que ele não apresentou fraturas e morreu em decorrência de asfixia mecânica – a hipótese mais provável é que foi sufocado pela areia.

O delegado Fábio Brandalise, da Polícia Civil em Terenos, não está descartado a hipótese de que ele foi jogado para fora da pista por outro veículo. Neste caso, ainda persiste o caso de que tudo não passou de um acidente, mas também pode ter sido proposital.

A empresa Buriti não se manifestou sobre a delação da JBS.

 

Redação com Midiamax

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias

Viatura da PM é metralhada em Manaus

Um carro da Polícia Militar de Manaus foi alvejado por tiros de fuzil enquanto transportava três detentos para uma audiência de custódia na tarde desta quinta-feira (6). Dois dos presos acabaram morrendo e

Notícias

4ª Feira da Empregabilidade Acir 2022

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis – Acir, por meio do Departamento Estágio e Emprego, juntamente com a Unic e com o apoio do Sicoob Cerrado, Fecomércio MT,

Destaques

Invadiu campo se prendeu à trave pelo pescoço em jogo do Campeonato Inglaterra

Na última quinta-feira (17), durante o duelo entre Everton e Newcastle pela Premier League, um torcedor invadiu o gramado e se amarrou pelo pescoço à trave. A ação do jovem

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta