Produtores do Big Brother Brasil são denunciados por assédio sexual

Produtores do Big Brother Brasil são denunciados por assédio sexual

O programa da TV Record, Balanço Geral, exibiu na edição de ontem (8) a denúncia da estudante de odontologia Aline Vargas contra dois produtores do Big Brother Brasil por assédio sexual. A universitária afirma que os produtores pediram fotos nuas para que ela avançasse na disputada seleção para o reality.

“Dentro de uma longa conversa, ele me pede uma foto pelada, um nude. Tenho todas as provas possíveis, tenho prints autenticados pela Justiça. Agora, nesse momento, estou mexendo com um tubarão, o programa que o Brasil abraça e ama”, afirmou Aline ao programa da Record.

A estudante não citou os nomes dos produtores, mas afirmou que um deles é bem influente dentro do processo de seleção: “Ele transita entre a direção e a produção [do programa]. Quando tinha os processos seletivos presencialmente, ele ia em todos”.

Tudo teve início em maio de 2020, quando Aline se inscreveu para tentar entrar no programa. Ela foi selecionada para algumas etapas seguintes mas não conseguiu entrar no reality. Mas, segundo a reportagem, ela foi procurada alguns meses depois, através de uma rede social, por um dos produtores. Ele mandou uma mensagem elogiando Aline,”Super curti, glamourosa”, que não desconfiou do assédio que sofreria algum tempo depois.

“Não desconfiei, pois o BBB também tem os famosos olheiros. Então, para mim, ele estava no papel de olheiro. Em meados de janeiro, que ele me chamou, disse que ia me acompanhar para entrar no BBB22”, afirmou Aline.

Ela então aproveita para informar ao produtor que se inscreveu novamente para a seletiva do programa. O produtor então afirma que vai acompanhar o processo dela de perto. Pouco tempo depois o produtor passa a conversar pelo seu Whatsapp pessoal e começa a pedir vídeos e fotos de corpo da estudante. Ele elogia todas mas pede uma foto dela nua, “só para ele”.

“Fiquei em estado de choque, mesmo. Cheguei a ficar branca, estava com o meu marido ao lado”, relembrou a estudante ao citar o momento em que teria recebido o pedido da foto íntima.

Ela desconversou mas o produtor insistiu. Aline então deixa bem clara sua intensão de entrar no programa e negou o envio da imagem. O produtor respondeu cortando as esperanças da estudante:”Você tem poucas chances. Você é casada, não é um perfil que agrada. Porém, tudo é possível, boa sorte!”.

A Polícia Civil de Minas Gerais está investigando o caso. “O inquérito policial está em andamento na Delegacia Especializada de Investigação a Violência Sexual em Belo Horizonte. Outros detalhes serão repassados em momento oportuno, considerando que as investigações estão em curso e a divulgação antes da conclusão do procedimento pode prejudicar o andamento do feito”, informou o órgão.

A Globo informou que o colaborador citado na denúncia de Aline não está mais vinculado à empresa e que não comenta questões relacionadas a Compliance. “Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”, afirmou o canal.

Hora Brasília

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política

Deputado destaca projeto Missão Cidadão de Rondonópolis e homenageia voluntários

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprovou nesta quinta-feira (16), o requerimento do deputado estadual Thiago Silva (MDB) para conceder Moção de Aplauso para o projeto Missão Cidadão de Rondonópolis.

Mato Grosso

PM prende mãe e dois filhos e fecha escritório de falsificação de documentos

Policiais do 24º BPM prenderam na tarde desta quinta-feira (28.01), dois homens e duas mulheres por formação de quadrilha e estelionato, no bairro Jardim Fortaleza, na capital. A informação via

Notícias

A Suruba da discórdia no Airbnb

Você deve ter escutado o áudio full pistola que seria de Verônica, proprietária de uma casa alugada pelo Airbnb. Nele ela reclama que Filipe, o cara que alugou sua casa,