Primavera do Leste: Fiscalização fecha estabelecimento comercial por aglomeração e multa morador por festa clandestina

Primavera do Leste: Fiscalização fecha estabelecimento comercial por aglomeração e multa morador por festa clandestina

Multas de R$ 4.090,00 mil reais penaliza empresário e morador por aglomeração; festa clandestina reuniu cerca de 150 pessoas em residência.

Mais de 40 denúncias de perturbação de sossego e aglomeração foram feitas na Coordenadoria de Fiscalização da Prefeitura de Primavera do Leste, neste último fim de semana que antecedeu o início do fechamento de bares e restaurantes conforme o novo decreto municipal nº 2.025. As novas regras para as atividades econômicas entraram em vigor nesta segunda-feira (01) e têm o prazo de 15 dias. Dois bares e uma residência foram autuados e multados por descumprirem as determinações de biossegurança para o enfrentamento ao novocoronavírus.

A equipe de fiscalização da prefeitura visitou mais de 30 bares e restaurantes e contou com o apoio das polícias militar e civil. O principal objetivo foi orientar os proprietários sobre a importância de respeitar as medidas do novo decreto que proíbe o atendimento ao público no local durante a primeira quinzena do mês de março. 

ANTES DO FECHAMENTO TOTAL

No fim de semana, o atendido ao público estava liberado para bares e restaurantes desde que os estabelecimentos respeitassem o distanciamento de 1,5 metros entre as mesas ou então não ultrapassassem o limite de 50% da capacidade máxima de público. Mesmo assim, as regras foram violadas. Os fiscais flagraram dois bares que não cumpriram o distanciamento das meses e promoveram aglomerações. Os proprietários foram conduzidos até a delegacia da Polícia Civil e foram multados em R$ 4.090,00 (quatro mil e noventa reais) por não cumprirem as medidas de combate à pandemia da COVID-19. Em caso de reincidência, o estabelecimento pode ser lacrado por 30 dias. (Vale lembrar que pelos próximos 15 dias o atendimento só poderá ser feito na modalidade delivery ou então o cliente poderá retirar o pedido no local até as 22 horas). 

FESTA CLANDESTINA 

Uma festa clandestina, com 150 pessoas, foi denunciada no setor Industrial, na saída para Paranatinga. A fiscalização chegou ao local às 23 horas e orientou os participantes sobre a proibição do evento por causa da pandemia e da perturbação de sossego, devido ao excesso de barulho naquele horário.

Após a dispersão, os organizadores da festa clandestina decidiram mudar de local. Os cerca de 150 participantes se reuniram em outra residência no bairro Primavera II. Mais uma vez a fiscalização foi informada e se deslocou até o novo endereço. Foi constatado que se tratava das mesmas pessoas da primeira abordagem. Por causa da reincidência, confirmada horas depois, o proprietário do imóvel foi multado em R$ 4.090,00 (quatro mil e noventa reais) por aglomeração e perturbação de sossego.

SERVIÇO DISQUE COVID-19:

Fiscalização noturna – (66) 99720-9494
Horário comercial – (66) 3498-3333

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política

Reinaldo Morais apresenta propostas na Região Oeste de MT

Na reta final da campanha da eleição suplementar para o Senado Federal, o candidato pela Coligação Muda Mato Grosso, intensificou a agenda no interior para apresentar suas propostas e também

Brasil

Deputado Estadual pede 25% de desconto em mensalidades

O deputado estadual Silvio Fávero é o autor da emenda que trata do desconto de 25% nas mensalidades das instituições da rede privada de ensino do estado de Mato Grosso,

Destaques 0 Comentários

PT E PMDB O “EIXO DO MAL” NO BRASIL

Em 2002 o então presidente dos EUA, George W. Bush em um discurso chamou governos que ele considerava hostis ou inimigos dos EUA de “Eixo do mal”, trata-se de uma