segunda-feira, abril 15, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    PRESO |Por matar e torturar jovem em Rondonópolis

    Um dos autores do homicídio que vitimou David Gilmour Cecílio, no último fim de semana, em Rondonópolis, foi preso em flagrante nesta segunda-feira (24.10), pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa do município. Com ele, os investigadores apreenderam um porrete, provavelmente, usado para torturar a vítima, tabletes de entorpecentes e R$ 4.590 em espécie.

    O investigado, de 34 anos, foi autuado em flagrante por associação criminosa, homicídio qualificado, tortura e tráfico de drogas. A mulher dele, de 29 anos, também foi presa em flagrante pelo crime de tráfico.

    Crime

    O corpo de David, de 28 anos, foi encontrado na calçada de um terreno, no Jardim Maria Vetorasso, no início da madrugada de sábado. A vítima apresentava vários disparos de arma de fogo.

    Vizinhos saíram para a rua, após o barulho de disparos, mas afirmaram aos policiais que não avistaram quem teria feito atirado contra a vítima, apenas ouviram uma pessoa correndo e pedindo socorro.

    David residia há pouco tempo no bairro e na casa onde morou, os policiais civis encontraram fios e cadarços que aparentavam ter sido amarrados e cortados com uma faca.

    Diligências

    A partir das diligências realizadas desde que o corpo foi encontrado, os policiais da DHPP apuraram que as características dos suspeitos envolvidos na tortura e homicídio de David. Outras quatro pessoas que moravam na mesma casa que David também foram vítimas de tortura e cárcere privado.

    O motivo para a prática do crime era porque, supostamente, as vítimas pudessem ser de uma facção rival. O grupo permaneceu em cárcere privado enquanto seus nomes e fotos eram enviados à lideres da facção em Rondonópolis. Assim que os criminosos julgaram que David pudesse ser membro do grupo rival, começaram a torturar as vítimas, física e psicologicamente.

    Em certo momento, David conseguiu fugir da casa, quando os criminosos correram atrás dele e o executaram. As outras vítimas, amarradas pelas mãos e pernas, ficaram sendo vigiadas por outros membros do grupo.

    A equipe da DHPP continuou as diligências e chegou à identificação do suspeito que foi preso, e que ocupa a posição de ‘disciplina’ da facção na região onde a vítima morava e foi morta.

    Nesta segunda-feira, após monitoramento no Jardim Rondônia, os policiais o abordaram no momento em que saía da residência. Em revista pessoal, a equipe da DHPP encontrou com o suspeito porções de maconha embaladas para venda.

    Ao ser dada a voz de prisão, a mulher dele veio até o portão e autorizou a entrada dos policiais na residência. Perguntado sobre o restante do entorpecente, o suspeito disse não ter mais.

    Em buscas na residência foram localizadas quatro barras de maconha, no chão da cozinha, além de outras porções enroladas em sacola plástica; a quantia de R$ 4.590 no quarto do casal , além de outras porções de drogas enroladas , dentro da geladeira. Na casa também foi apreendido um porrete com a inscrição da palavra ‘diálogo’, grafada em vermelho.

    Na residência estavam as três filhas do casal, todas menores de idade, que foram entregues aos cuidados de um familiar.

    A investigação prossegue para identificar os outros envolvidos no crime.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL