PRESO PELA TCHECA |Mulher transa com ladrão até chegada da polícia

PRESO PELA TCHECA |Mulher transa com ladrão até chegada da polícia

Durante assalto ocorrido na madrugada de quarta-feira (27), em uma conveniência de posto de gasolina de Bratislava, na Eslováquia, uma mulher de 35 anos fez sexo com o ladrão, de 24 anos, para distraí-lo até a chegada da polícia. 

De acordo com o tabloide britânico The Sun, o assaltante forçou um funcionário da loja a entregar todo o dinheiro do caixa durante a ação. Ferido por um soco no rosto, o trabalhador do posto de gasolina fugiu para o escritório ao fundo do estabelecimento.

Então, uma mulher entrou na loja pela porta dos fundos supostamente disposta a ajudar a pôr fim ao assalto. Ela teria praticado sexo oral no jovem ladrão impedi-lo de fugir, enquanto o funcionário já havia chamado a polícia.

Quando os agentes chegaram ao local, descobriram a mulher e o ladrão deitados nus no chão, segundo relatos. Segundo o porta-voz da polícia de Bratislava, Michal Szeiff, todos viram o “homem recebendo serviços sexuais” da mulher. Em seguida, ela teria dito a um policial: “Leve-o, não consigo mais.” 

O ladrão resistiu à prisão, levando os policiais a usar a força para detê-lo.Não está claro se a mulher – oriunda da República Tcheca – era funcionária do local ou teria se submetido ao ato sexual com medo de ser agredida.

Redação com JD1Noticias

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso 0 Comentários

LOJA DA RICARDO ELETRO SOFRE AÇÃO DE DESPEJO EM CUIABÁ

A juíza Olinda de Quadros Altomare Castrillon, da 11ª Vára Cível de Cuiabá, determinou a desocupação do imóvel da Rua 13 de Junho em Cuiabá, onde opera uma loja da

RONDONÓPOLIS

COVID-19: CASOS SUSPEITOS SOBE PARA 25 EM RONDONÓPOLIS

Rondonópolis tem dois caos confirmados e 24 suspeitos A Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis informa que nesta quarta-feira (25) a cidade mantém dois casos confirmados de covid-19 (coronavírus) e

Destaques

Dentistas autorizados a fazer cirurgias plásticas faciais, decide desembargador

Por José Higídio Sem constatar qualquer relação com a “supervisão ética profissional”, o desembargador Novély Vilanova, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, suspendeu liminarmente, com relação aos autores, os efeitos da