Presidente Bolsonaro e a missão de transmitir tranquilidade e otimismo aos brasileiros em meio a pandemia

Presidente Bolsonaro e a missão de transmitir tranquilidade e otimismo aos brasileiros em meio a pandemia

O presidente Bolsonaro testou positivo para Covid-19 na última terça-feira, dia 7. Hoje o  Planalto informou que o presidente Jair Bolsonaro apresenta “boas condições de saúde”, seu quadro “evolui bem, sem intercorrência”. Tem se mantido em isolamento no Palácio da Alvorada, porém não ficou sem trabalhar e tem despachado com ministros e outros auxiliares por meio de videoconferências.

Rapidamente subiram uma hashtag nas redes sociais, com muitas pessoas pedindo que o vírus fizesse seu trabalho. Um colunista  publicou um texto chamado ‘Por que torço para que Bolsonaro morra’.

Desde que isso tudo desencadeado pela pandemia do vírus chinês começou, tenta transmitir ao seu povo um sentimento de tranquilidade e otimismo – como, aliás, um Chefe de Estado tem que fazer em momentos de crise e calamidades.

Agora, mais do que nunca, quando vê-se ele mesmo infectado com o maldito vírus, escancara para a Nação, ao vivo e a cores, essa tranquilidade e otimismo, ao mostrar, pelo seu exemplo, como o problema deve ser enfrentado: com serenidade e com calma, e com o uso da medicação adequada.

O Presidente da República apresenta para o país inteiro a forma correta de tratamento que todos os seus antagonistas nos Executivos Estaduais/Municipais, no Legislativo Federal, e ainda no STF, que criminosamente (todos eles, sem exceção) politizaram um problema de saúde, recusaram e rejeitaram, privando o povo que foi contaminado de receber o medicamento por ele desejado, e impedindo-o [o Presidente da República] de agir.

Quando tudo isso passar, Jair Bolsonaro seguirá firme e forte rumo à sua segunda metade de mandato, com a manutenção do forte apoio do povo, que mesmo contra tudo e contra todos não se desmobilizou na sua militância política nem durante a crise da pandemia.

Já os “haters” de Jair Bolsonaro, que tentam achar problema até mesmo no fato de o Presidente da República retirar a máscara durante a entrevista onde divulgou o teste positivo para covid19, ou usar o coquetel de remédios hidroxicloroquina/azitromicina/etc. para combater o vírus, serão consumidos pelo ressentimento e pelo ódio cego, que os levará ao fracasso pessoal e profissional.

Desejar a morte de alguém é um sentimento condenável do ponto de vista cristão. Pode também ser considerado “desumano” do ponto de vista secular.

Por trás destes argumentos com esse desejo, está a tentativa de disfarçar a maldade própria de personalidades portadoras de psicopatias. Pessoas estas não são dignas de serem chamadas de humanas.

Hoje vibram com a doença de um ser humano, que mesmo sendo imperfeito tem um sonho de mudar o país pra melhor. E lhes falta respeito e compaixão. E quando você testar positivo para covid19? Gostaria de receber os mesmos votos que desejam hoje ao presidente?

Christina Santos

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques

Casal de Médicos e filho vítimas fatais no acidente na BR-364 em Jataí

O casal de médicos César Rodrigues Balduino Neto e Maila Balduino e o filho Francisco Benatti Murad Balduíno morreram em um acidente de carro na manhã desta segunda-feira (28), na BR-364, em

Brasil

8 nomes aparecem como pré-candidatos à Presidência em 2022

Por Rodolfo Costa Ainda falta um ano e oito meses para a eleição presidencial, mas, como se diz na política, “2022 está logo aí”. Não à toa, o presidente Jair

Notícias 0 Comentários

JUSTIÇA LENTA: PROCESSO ABERTO EM 1895 SE ARRASTA ATÉ HOJE

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) adiou para 6 de dezembro o julgamento de uma ação que trata da posse do Palácio da Guanabara, atual sede do governo do Rio