Prefeito e assessor esquerdistas, uma vergonha para Rondonópolis

Prefeito e assessor esquerdistas, uma vergonha para Rondonópolis

A esquerdopatia do prefeito de Rondonópolis-MT, Zé Carlos do Pátio tomou conta de suas ações, ele evidenciou toda a sua paixonite pelo ex-presidente Lula e suas doutrinas comunistas fracassadas.

Fez questão de ir a Cuiabá para a lançamento do comitê pro LuLa no estado. No ano eleitoral que se aproxima, o prefeito da 2ª maior economia do estado de MT, quer fazer a população da cidade que representa, passar vergonha. E dispara toda sua esquerdopatia ideológica contra a gestão do governo Bolsonaro, com seu discurso populista, emotivo e oportunista, aproveita para fazer palanque eleitoral a um homem que foi responsável por figurar na maior operação sobre corrupção da história do Brasil, acabou preso e condenado na época.

Não bastasse isso, o fiel escudeiro de Pátio, ex-chefe da comunicação, Cleomar Pilar, que atualmente comanda a imprensa do Sanear a autarquia de águas e esgotos do município, expressou todo seu apoio em publicação nas suas redes sociais com fotos dele, do prefeito, da 1ª dama, ao lado do deputado estadual Lúdio Cabral (PT) em apoio a Lula.

Surfar no populismo, apoiar esquerdistas e chorar a base do mimimi..

Marreta neles!

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

A ESTRATÉGIA DE PEDRO TAQUES E ZÉ DO PÁTIO SOBRE O MOVIMENTO DOS CAMINHONEIROS EM RONDONÓPOLIS

Uma grande estratégia de marketing do governo do MT com seus apoiadores no município de Rondonópolis foi desvendada pelos olhos atentos do Marreta Urgente A desmobilização do movimento dos caminhoneiros

Política 0 Comentários

SUPER EDUARDO BOTELHO O DEFENSOR DOS DEPRIMIDOS :”TEM MUITO INOCENTE AÍ”

Eduardo Botelho declarou: “Tem muito inocente aí”, numa referência à delação de Silval. Com uma crise política e moral sem precedentes na história do parlamento estadual e em todos os

Marretadas

Prefeito dá “chá de cadeira” em vereador de Rondonópolis

Na tarde desta segunda-feira (23), o vereador investigador Gerson (MDB), levou um chamado “chá de cadeira” no paço municipal. Segundo as informações o vereador teria uma agenda marcada com o