Prefeito dá “chá de cadeira” em vereador de Rondonópolis

Prefeito dá “chá de cadeira” em vereador de Rondonópolis

Na tarde desta segunda-feira (23), o vereador investigador Gerson (MDB), levou um chamado “chá de cadeira” no paço municipal. Segundo as informações o vereador teria uma agenda marcada com o prefeito é ZÉ do Pátio, que, no entanto, acabou não acontecendo.

O hábito da falta de pontualidade de Pátio, é conhecida por todos, que já tiveram uma agenda com o gestor, dessa vez foi o vereador que provou da experiencia. Gerson é cotado para assumir uma secretaria no município, mesmo que ele não deseje deixar seu mandato na Câmara e reafirme seu posicionamento com relação a isso.

O “chá de cadeira”, começou com uma agenda marcada para as 15h, que depois passou para as 15h30, e logo passou para as 16h, pacientemente o parlamentar aguardou por uma longa meia hora e acabou indo embora, pois o prefeito acabou não atendendo a agenda.

A expressão chá de cadeira surgiu por volta de 1808, quando a Família Real chegou ao Brasil, nessa época, a impontualidade servia como um artifício que atestava a importância de uma autoridade. Por isso, mesmo que não houvesse contratempo, os nobres e altos membros da burocracia deixavam as pessoas esperando horas e horas por uma audiência. Isso significava que falar com “senhor fulano” ou o “doutor beltrano” era um privilégio único.

Marreta Neles!

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Brasil

Sérgio Reis é internado no hospital Albert Einstein em SP

O cantor Sérgio Reis está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde a última terça-feira, dia 24. Segundo a assessoria do músico, o cantor está com uma infecção,

Notícias 0 Comentários

SOBRANDO DINHEIRO EM MT: DEPUTADOS ESTADUAIS TÊM APOSENTADORIA ESPECIAL

Anunciada como uma medida para acabar com privilégios, a reforma da Previdência pode deixar um rastro de benesses para deputados da ativa e aposentados de ao menos oito Estados, caso

OPERAÇÃO LAVA JATO: 23 SENADORES PERDERÃO O FORO PRIVILEGIADO SE NÃO SE ELEGEREM EM 2018.

O número de parlamentares nessas condições é quase metade dos 54 senadores cujos mandatos terminam neste ano. No total são 81 cadeiras do Senado. Os mandatos de senadores são de