POR QUE A OPERADORA VIVO NÃO É PUNIDA POR DESRESPEITAR AS LEIS EM RONDONÓPOLIS

POR QUE A OPERADORA VIVO NÃO É PUNIDA POR DESRESPEITAR AS LEIS EM RONDONÓPOLIS

A empresa campeã de reclamações, por não agilizar a solução de problemas de consumo por meio dos Serviços de Atendimento ao Consumidor (SACs), também tem reclamações em suas lojas físicas.

O Marreta Urgente recebeu denúncias de que na sexta- feira (16),clientes tiveram que esperar mais de 1h30, para serem atendidos em uma unidade estabelecida no Rondon Plaza Shopping em Rondonópolis- MT.

Sempre dificultando a resolução de conflitos e sobrecarregando Procons, Tribunais de Justiça de todo o país essa é a operadora de telefonia VIVO.

O Decreto 6.523, conhecido como Lei do SAC, implantado em 2008 determina que o tempo máximo de espera seja de um minuto, depois de selecionada a opção no cardápio eletrônico, para operadoras de telecomunicações, empresas de transportes terrestre e aéreo, concessionárias de energia elétrica e operadoras de saúde.

E na loja física da Vivo, conseguir uma informação já se torna um pesadelo.

Infringindo de novo o regulamento da Anatel, que diz que o tempo máximo de espera deve ser de 30 minutos em lojas físicas.

O atendimento da operadora demora nas lojas físicas e no SAC e alguns clientes ainda desejam fazer a portabilidade.

Uma solução poderá ser procurar uma das funerárias em Rondonópolis e enterrar a VIVO. Ou exigir que o PROCON realize uma visita.

Por enquanto Marreta Neles!