segunda-feira, março 4, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Policial acusada de matar o marido é condenada a 6 anos de prisão e perda do cargo público em MT

    A policial penal Fernanda Santana Silva, acusada de matar o marido a tiros em 2020 foi condenada a seis anos de prisão em regime semiaberto, perda do cargo público e pagamento das custas processuais. O julgamento aconteceu nessa quinta-feira (25) e a decisão foi assinada pela juíza Mônica Catarina Perri.

    A defesa de Fernanda informou por meio de nota que ela sofreu vários episódios de violência doméstica durante o tempo que conviveu com o marido e que no Plenário do Júri, a acusada fez uso do direito ao silêncio parcial ao seu favor e que foi contestado pelo promotor de justiça. Segundo a defesa, o promotor utilizou o direito do silêncio da acusada contra ela ao afirmar que “o silêncio da acusada lhe teria sido algo péssimo” e requereu veementemente a condenação. Já a banca de advogados, sustentou o reconhecimento de legítima defesa e pediu a absolvição da acusada. A defesa disse que irá recorrer da decisão.

    Durante o julgamento, a policial penal contou que ela e a vítima, Anaxesandro de Castro Leite, de 47 anos, viveram cerca de cinco anos juntos e que já havia registrado dois boletins de ocorrência contra ele por violência doméstica.

    “Ele era possessivo. Tudo que eu passei, agressões, socos, pé, mão, bater cabeça, me derrubar. Tirando os intervalos que a gente se separava, quase semanalmente eu ia trabalhar machucada e inventei tudo para justificar as agressões pros meus colegas de trabalho”, contou.
    A irmã da vítima também prestou depoimento durante o julgamento e relatou que o cunhado sempre ficava alterado quando bebia. Segundo a irmã, o crime ocorreu em um momento em que todos estavam dormindo. Ela afirmou que foi acordada por um dos filhos de Fernanda e que saiu para ligar para a polícia quando viu o que tinha acontecido.

    “Fui acordada pelo meu sobrinho porque ele estava agredindo a Fernanda. Quando levantei, vi ela tentando segurar ele e ele muito agressivo indo para cima da filha dela, porque ela era muito teimosa. Escutei dois disparos e fui para um bar próximo e fiquei ligando varias vezes para a polícia”, relatou.

    Entenda o caso

    Em dezembro de 2022, a policial penal foi detida suspeita de matar o marido Anaxesandro a tiros, após uma briga entre o casal, no Bairro Altos do Cuiabá, na capital mato-grossense.

    A própria mulher acionou a polícia. Ela afirmou que era agredida pelo marido e que agiu em legítima defesa.

    De acordo com a Polícia Militar, a mulher estava em ‘estado de choque’ no dia do crime. Aos policias, ela contou que há dias era agredida por Anaxesandro e que, por isso, durante outra tentativa de violência doméstica, disparou contra ele.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL