segunda-feira, março 4, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Policial Militar de Mato Grosso morre aos 39 anos em Cuiabá

    Cuiabá: Neste domingo (17) morreu o segundo-sargento da Polícia Militar César Augusto de Souza Silva, aos 39 anos de idade. A PM emitiu uma nota lamentando a perda, publicando também a manifestação do comandante-geral da instituição, o coronel Alexandre Corrêa Mendes, que destacou a importância dos cuidados com a saúde mental.

    O sargento Augusto era natural da cidade de Alto Araguaia, em Mato Grosso, e ingressou na corporação em outubro de 2003. Atualmente, o policial estava lotado na Coordenadoria Militar do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

    O comandante-geral da PMMT, coronel Alexandre Corrêa Mendes, lamentou a repentina e dolorosa perda, transmitiu suas mais sinceras condolências aos familiares e colegas de farda do sargento, que sofria de depressão, e disse que “não há fórmulas perfeitas para prevenir tais tragédias tampouco eliminaremos esse mal do nosso meio de forma definitiva”.

    As informações sobre velório e sepultamento serão divulgadas em breve pelos familiares.

    Veja a nota do coronel Mendes na íntegra:

    Sargento Augusto, RIP.

    É sempre atravessado por uma espada que nos recordamos de um companheiro vitimado pela depressão. Portanto, sem explicações que deem conta das motivações, cabendo nessas horas apenas a mão estendida aos que ficam, o choro dividido e o insistente alerta aos que sofrem: — procurem ajuda, não desistam.

    Sargento Augusto nos deixa após longos anos dedicados ao trabalho no Tribunal de Contas do Estado. Há tempos estava fora do serviço operacional assim como contava com assistência psicológica. Disso decorre que não há fórmulas perfeitas para prevenir tais tragédias tampouco eliminaremos esse mal do nosso meio de forma definitiva. A depressão é um mal que atinge todas as classes sociais, que ceifa a vida até de quem dispõe de tratamentos e profissionais dedicados.

    Cabe-nos, por fim, como temos feito, colocar a PMMT à disposição para o acompanhamento dos familiares, busca de auxílios, monitoramento de casos afins e, principalmente, levar uma palavra de força nessas horas de consternação.

    Com minha continência enlutada,

    Alexandre Mendes – Cel PM

    Comandante-Geral da PMMT

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL