Polícia identifica as vítimas e o autor do ataque a creche em SC que deixou cinco mortos

Polícia identifica as vítimas e o autor do ataque a creche em SC que deixou cinco mortos

Cinco pessoas morreram após invasão criminoso na escola infantil: três crianças e duas professoras

A Polícia Civil confirmou a identidade do autor do ataque registrado em uma creche na manhã desta terça-feira (4) em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. Cinco pessoas morreram após o crime.

O autor foi identificado como Fabiano Kipper Mai, de 18 anos completos em março, estudante do 9º ano do Ensino Médio.

Na casa do suspeito, a polícia encontrou o computador que deverá ser analisado pela polícia, as embalagens das duas facas utilizadas no crime e cerca de R$ 11 mil em espécie. Conforme o relato dos pais à polícia, ele trabalhava e o valor estava sendo guardado. Os motivos, no entanto, não foram informados.

– Ele trabalhava, não saía muito. Era um rapaz mais “quietão” – pontua o delegado.

Segundo o delegado Jerônimo Marçal, o suspeito seguiu até uma sala de aula, onde haviam 4 crianças. Ali o criminoso desferiu golpes de facão contra os bebês, três deles morreram no local e um foi resgatado com vida. 

Após atacar os bebês, todos com menos de 2 anos, o criminoso ainda matou a Agente Educativa, Mirla Renner. A vítima completou 20 anos em janeiro e estudava Engenharia Química na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). 

A professora ferida na porta da escola teria ainda seguido o criminoso para contê-lo, mas morrendo na ocasião.

Outros educadoras teriam se trancado nas salas com as crianças, afim de conter o avanço de ataque. Segundo o site Louve, parte dos bebês foram escondidos no fraldário.

As identidades das vítimas foram divulgadas no início da tarde. Veja abaixo: 

PROFESSORA: KELI ADRIANE ANIECEVISKI

A primeira vítima da chacina a ser identificada foi Keli Adriane Anieceviski, de 30 anos. Ela era professora na Escola Infantil e Berçário Pró-Infância Aquarela.

ALUNOS: ANABELA, SARA LUISA E MURILO

Segundo informou a secretária de educação do município, Gisela Hermann, os alunos – duas meninas e um garoto – completariam dois anos no segundo semestre de 2021. Seus nomes eram Anabela, Sara Luisa e Murilo.

  1. Sarah Luiza Mahle Sehn, tinha 1 ano e 7 meses
  2. Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses
  3. Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

AGENTE EDUCATIVA: MIRLA RENNER

A quinta vítima é Mirla Renner, de 20 anos, uma agente educativa da instituição de ensino, que atende crianças de dois até seis anos.

De acordo com a secretária Gisela Hermann, aproximadamente 30 pessoas estavam na creche no momento do ataque.

As identidades das crianças foram confirmadas pelo delegado Jerônimo Ferreira. A identidade da criança sobrevivente não foi divulgada.  

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

DENÚNCIA DE MAUS-TRATOS EM ESCOLA DE CURITIBA CAUSA DEBANDADA DE ALUNOS

Uma denúncia de maus-tratos a alunos da Educação Infantil (até seis anos) de uma escola particular do bairro Água Verde, em Curitiba, se tornou o estopim para uma debandada em

Notícias 0 Comentários

NOVELA DO PSL/MT: NELSON BARBUDO E AS TRETAS POLÍTICAS

O PSL/MT não consegue passar uma semana, sem que esteja envolvido em alguma polêmica e por incrível que pareça, a vertente de todas elas, passa pelo presidente do diretório estadual

Destaques 0 Comentários

APRESENTADOR BIBO NUNES: “MARIA DO ROSÁRIO DEVERIA CUMPRIMENTAR OS ASSALTANTES ELA DEFENDE BANDIDO”

A deputada, Maria do Rosário defensora dos direitos humanos e uma das pessoas que mais  critica o trabalho das Policias  militares, a qual classifica com opressora e que teve na