Pianista João Carlos Martins se emociona ao tocar música com ajuda de luvas biônicas

Pianista João Carlos Martins se emociona ao tocar música com ajuda de luvas biônicas

Artista de 80 anos tinha perdido movimento de uma das mãos, mas voltou a tocar desde que passou a usar o equipamento

O maestro João Carlos Martins publicou, na terça-feira (22), um momento de emoção no seu Instagran. Usando luvas biônicas, ele chorou ao tocar uma música composta por Johann Sebastian Bach e Alessandro Marcello.

“Haja coração! Quanta inspiração, meu Deus! Bach/Marcello”, escreveu na legenda

Em 2018, na última das 24 cirurgias que já enfrentou, o médico Rames Mattar eliminou as dores que Martins sentia desde que caiu sobre uma pedra, jogando bola no Central Park, em Nova York, em 1965, o primeiro de uma série de acidentes em sua vida. Ele ficou sem dores, mas também sem ter os movimentos dos dedos. 

Com trabalho reconhecido mundialmente, ele perdeu o movimento dos dedos da mão direita em 1995, quando foi golpeado com uma barra de ferro durante um assalto na Bulgária. O acontecimento, porém, não fez com que ele desistisse de tocar. 

Em 2001, o maestro gravou um álbum inteiro tocando apenas com a mão esquerda, e a intenção dele era gravar ainda mais sete álbuns utilizando-se somente do membro. Com o passar dos anos, porém, foi acometido por uma doença que fez com que também perdesse os movimentos da mão esquerda. Martins achou que seria seu fim na carreira musical. 

Em janeiro deste ano, entretanto, sua história mudou. Ele voltou a tocar com as duas mãos graças ao auxílio de luvas biônicas desenvolvidas em um projeto em Sumaré, pela comemoração dos 466 anos da cidade de São Paulo.

Em março, o pianista utilizou o equipamento para tocar Lista de Schindler no programa Altas Horas, como homenagem aos 75 anos de libertação dos judeus do campo de concentração em Auschwitz.

Chris Santos

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

MP PEDE PRISÃO DO MÉDIUM JOÃO DE DEUS POR ABUSO SEXUAL

O Ministério Público de Goiás pediu a prisão preventiva do médium João Teixeira de Faria, 76, o João de Deus, depois da série de acusações de abuso sexual feitas por

Notícias

Ator Eduardo Galvão morre vítima de Covid-19

Após uma semana internado com Covid-19 na UTI do Hospital Unimed Rio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o ator Eduardo Galvão, de 58 anos, não resistiu à

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

PARALISAÇÃO NA SANTA CASA DE RONDONÓPOLIS

Há exatamente cinco dias após a visita do Ministro Da Saúde Ricardo Barros para inauguração do 5º andar da Santa Casa De Misericórdia, diretoria da Santa Casa anuncia paralisação na