quinta-feira, abril 11, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    PF investiga ex-gerente da Caixa suspeito de desviar R$ 1 milhão de clientes idosos no interior de SP

    A Polícia Federal de Campinas (SP) cumpriu na manhã desta quarta-feira (3) mandados de busca e apreensão contra um ex-gerente da Caixa Econômica Federal suspeito de desviar cerca de R$ 1 milhão da conta de clientes idosos.

    De acordo com a PF, agentes estiveram em endereços ligados ao suspeito na cidade de Amparo (SP) e apreenderam celulares, veículos e itens de luxo que podem ter sido adquiridos com o dinheiro das vítimas.
    A Caixa Econômica reforçou que o alvo da operação foi responsabilizado no âmbito administrativo e não integra mais o quadro de empregados.

    Além disso, informou que possui estratégia, políticas e procedimentos de segurança para a proteção dos dados e operações de clientes e “dispõe de tecnologias e equipes especializadas para garantir segurança aos seus processos e canais de atendimento”.


    📍 Onde o crime ocorria? O suspeito agiu enquanto trabalhava em uma agência de Itatiba, no interior de São Paulo. As vítimas eram clientes dessa unidade.

    💳 Como ele agia? Segundo a PF, o homem usava sua função de gerente para pedir novos cartões em nome dos correntistas. Com isso, conseguia fazer movimentações das contas e cadastros. Ele também tinha acesso ao internet banking e fazia saques, pagamentos, transferência de valores, envio de PIX e compras no débito.

    👥 Quantas pessoas foram vitimadas? Ao menos cinco contas de clientes idosos, todas com saldo elevado e sem movimentações recentes, foram alvo das fraudes. O prejuízo pode passar de R$ 1 milhão. “Ele escolheu contas que tinham valores consideráveis, que não eram movimentadas há algum tempo e que pertenciam a pessoas idosas”, explica o delegado Edson Geraldo de Souza.

    “Essas pessoas fazem uma checagem menos periódica de suas contas. Com essa movimentação, com essa conta, era possível ele fazer essas transações sem ser percebido”, completa.

    📅 Quando o crime ocorreu? Os indícios são de que o investigado agiu entre outubro e novembro de 2022. Depois disso, o gerente foi afastado de suas funções e acabou sendo demitido pela instituição.

    Investigações

    As investigações começaram em julho de 2023, a partir de informações fornecidas pela corregedoria da própria Caixa Econômica. Na operação desta quarta, que recebeu o nome de Replacement, foram cumpridos dois mandados expedidos pela 1ª Vara Federal de Bragança Paulista.

    O objetivo da ação foi buscar e recolher documentos que possam demonstrar movimentações e o possível envolvimento de terceiros. Além disso, a PF destaca que a pena prevista para o crime investigado (peculato) pode chegar a 12 anos de prisão.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL