Foto: Reinaldo Marques O FIM DA DUPLA VICTOR & LÉO

O FIM DA DUPLA VICTOR & LÉO

A dupla Victor & Leo vai se separar por tempo indeterminado. A informação foi confirmada nesta segunda-feira pela assessoria de imprensa dos artistas. Após 26 anos de carreira, os sertanejos darão continuidade a projetos pessoais, entre eles a carreira de escritor que começa a ser trilhada por Leo Chaves, de 41 anos. No último fim de semana, o músico lançou o livro “No colo dos anjos”, na Bienal de São Paulo.

A dupla cumprirá a agenda de shows até o fim de setembro. Nesta semana, os dois ainda têm o lançamento do último trabalho juntos, o DVD, “O cantor no sertão”, que resgata sua música de raiz. Além da carreira de escritor, Leo Chaves planeja seguir como palestrante. Nos eventos para os quais é contratado, o sertanejo também faz apresentações musicais em formato de pocket show.

Desde 2017, quando o cantor Victor foi denunciado por agressões físicas à mulher, Poliana Bagatini, havia especulações de que o trabalho da dupla estaria ameaçado. À época, Victor & Leo deixaram de fazer parte do time de jurados do programa “The voice Brasil”, da TV Globo, mas a assessoria de imprensa dos cantores afirmou que eles não tinham planos de desfazer a dupla.

REDAÇÃO COM EXTRA

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Polícia

Investigações levam à prisão 46 suspeitos de roubos, furtos e tráfico em Rondonópolis

As ações policiais são decorrentes de investigações realizadas pela Derf de Rondonópolis, diariamente, visando combater crimes de roubo, furto, tráfico de drogas, estelionato, receptação, além de desarticular associações criminosas atuantes

Notícias 0 Comentários

Alunos da rede municipal e estadual devem fazer o cadastramento até o próximo dia 29

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) está fazendo o cadastro e o recadastramento dos alunos das redes municipal e estadual para garantir o Passe Livre no transporte coletivo.

Mato Grosso

Mulher enganou ex sobre paternidade de filha por mais de oito anos é condenada

A Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso manteve condenação por danos morais proferida em Primeira Instância a uma mulher que enganou o ex-companheiro, por

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta