domingo, fevereiro 25, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    O faturamento milionário dos clientes do filho de Lira

    Representados pela empresa do filho do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), os veículos de mídia OPL Digital e RZK Digital receberam 5 milhões de reais entre julho de 2021 e novembro de 2023 por serviços prestados à Caixa Econômica Federal, registrou a Agência Pública.

    As duas empresas são clientes da Omnia 360, que pertence a Arthur Lira Filho, Ana Claudia de Oliveira e Maria Luiza Cavalcante. Malu, como Maria Luiza é conhecida, é filha de um ex-assessor de Lira, Luciano Cavalcante (alvo da Operação Hefesto da Polícia Federal, deflagrada em junho para investigar irregularidades na compra de kits de robótica), e sócia da Rocket Digital com Rodolfo Darakdjian, proprietário da OPL.

    Dos 5,5 milhões de reais pagos às três empresas, 4,5 milhões de reais foram contratados entre 2021 e 2022, durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). O restante, cerca de 997 mil reais, foi pago em 2023, no governo Lula.

    A empresa de Arthur Lira Filho negocia verbas de publicidade com o banco, agora comandado por Carlos Antônio Vieira Fernandes, um indicado do pai.

    Segundo matéria da Folha de S.Paulo, representantes da Omnia acompanharam seus clientes em 16 reuniões no banco estatal, entre 2021 e 2022.

    Além da Caixa, a OPL e RZK Digital também atuaram em campanhas publicitárias dos ministérios da Saúde e Educação, do Banco do Brasil e da Secretaria de Comunicação Social (Secom).

    À Agência Pública, a Caixa disse que “as agências de publicidade e propaganda licitadas que atendem a Caixa (Propeg, Calia e Binder) são responsáveis pela negociação e intermediação da compra dos espaços de mídia comercializados pelos representantes ou veículos”, negando que tenha contrato com as empresas citadas.

    O banco afirmou ainda que o presidente da Câmara “não participou das negociações que envolvem a compra de mídia”.

    A Propeg é a agência de publicidade que mais contrata os veículos representados pela Omnia 360, com contratos de 2,7 milhões de reais, seguida da Binder, 1,3 milhão de reais, e pela Calia, 1,2 milhão de reais.

    Arthur Lira e a Caixa Econômica Federal
    Em outubro, após pressão de Arthur Lira, Lula demitiu Rita Serrano da presidência da Caixa. Para o seu lugar, o petista escolheu o economista Carlos Antônio Vieira Fernandes, indicado por Lira.
    Funcionário de carreira da Caixa desde 1982, Fernandes chegou a assumir a superintendência regional do banco na Paraíba, estado onde nasceu, por seis anos. Ele também foi secretário-executivo dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional e presidente do Conselho de Administração da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) e da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre SA (Trensurb).

    Vieira negou em entrevista veiculada no domingo, 17, Vieira negou que haja interferência política na Caixa.

    “O presidente pediu a mim duas coisas objetivas. Ele pediu que cuidasse da população de renda menor. Ele não impôs. Ele apenas pediu que tivesse atenção. E pediu que a gente cuidasse da governança do banco”, disse o presidente da Caixa em entrevista ao programa Canal Livre.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL