Moro anuncia delegada Érika Marena para assumir o DRCI

Moro anuncia delegada Érika Marena para assumir o DRCI

Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional

Sergio Moro anunciou hoje (20) que a delegada Érika Marena da Polícia Federal, assumirá o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça.

O ministro afirmou que a escolha da delegada Marena para comandar o DRCI no Ministério da Justiça se deve ao conhecimento dela na área de cooperação jurídica internacional e que o objetivo dele é fortalecer a cooperação com outros países.

“Vimos, não só na Operação Lava Jato, mas em outros casos, como é comum a lavagem de dinheiro utilizando países do exterior, e essa então é uma área estratégica que se pretende fortalecer, ninguém melhor do que ela”, afirmou.

Sobre Érika Marena
Érika Mialik Marena, natural de Apucarana, é uma delegada da Polícia Federal, conhecida pela atuação na Operação Lava Jato.

Após atuar por quatro anos na operação, ela foi convidada a chefiar a área de combate à corrupção e desvio de verbas públicas da Superintendência da PF em Santa Catarina. Em 2016 foi a mais votada de uma lista tríplice para concorrer à diretoria geral do comando da PF.

Em 2017, foi a responsável pela controversa Operação Ouvidos Moucos, que resultou na prisão do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier de Olivo, acusado de tentativa de obstrução de justiça. Motivada por denúncias do então corregedor da UFSC, bem como, de outros membros do corpo docente da Universidade, a operação teve como objetivo investigar o desvio de recursos ao longo de diversas gestões. Após ter pedido de prisão representado pela Polícia Federal, Cancellier foi preso e afastado do cargo e da universidade, numa operação que contou com 115 policiais federais. Cancellier não tinha antecedentes criminais. Após ser liberado com um habeas-corpus, apenas condicionado a sua não ida ao campus, cometeu suicídio.

A delegada posteriormente foi designada para a ocupar a Superintendência Regional de Polícia Federal no Estado de Sergipe. O Ministério da Justiça investigou sua participação no caso, e apôs três pareceres concordantes decidiu arquivar a sindicância contra ela.

Após a ausência na constatação de irregularidades, a delegada foi designada para ocupar a Superintendência Regional de Polícia Federal no Estado de Sergipe.

Em 2017, Erika foi interpretada no cinema brasileiro pela atriz Flavia Alessandra no filme Polícia Federal: A Lei É para Todos.

Em 2018, a personagem Verena Cardoni da série da Netflix, O Mecanismo, foi inspirada em Erika e foi interpretada pela atriz Carol Abras.

Ricardo Roveran / Terça Livre

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

Força Tática desconfia de dupla e descobre produtos furtados em Rondonópolis

Uma equipe da 14ª Companhia de Força Tática de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá) prendeu nesta quarta-feira (09.09) dois homens e duas mulheres por furto, no bairro Vila Aurora.

Destaques

“Sou vigilante do Sanear seus babacas” bêbado desacata PM em Rondonópolis

Nesta terça-feira (02) a PM foi acionada para atender uma ocorrência na estrada lateral do parque de exposições, em Rondonópolis-MT. Um grupo de indivíduos praticava direção perigosa, e durante a

Mato Grosso 0 Comentários

ANA CARLA MUNIZ SOBRE DENÚNCIAS DE MERENDA :”LITRO DO LEITE CUSTOU R$ 2,89″

A ex- secretária municipal de Educação, Ana Carla Muniz (PPS) que ocupou a pasta na gestão do prefeito Percival Muniz ,explicou sobre as denuncias que foram feitas ao MPE. A

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta