MORADORES IMPEDEM SAÍDA DE VEÍCULO DA ENERGISA EM BAIRRO DE RONDONÓPOLIS E PM É ACIONADA

MORADORES IMPEDEM SAÍDA DE VEÍCULO DA ENERGISA EM BAIRRO DE RONDONÓPOLIS E PM É ACIONADA

A empresa Energisa, concessionária de energia em Mato Grosso, que tem “fama de uma péssima prestadora de serviços” principalmente em Rondonópolis. Sendo inclusive convocada pela Câmara de vereadores para dar explicações sobre as constantes quedas de energia elétrica na cidade.

Enfrenta agora mais um problema após o vendaval que ocorreu na cidade e que deixou muitos bairros e regiões sem energia elétrica, segundo informações na região da grande vila operária no bairro Dom Oscar Romero, os moradores que estavam desde a quinta-feira (19) à noite sem energia e que no domingo (22) pela manhã ainda continuavam na mesma situação.

Ao perceberem que uma viatura da concessionária de energia Energisa, estava deixando o local sem a solução do problema resolveram impedir que o veículo e seus ocupantes saíssem sem resolver a demanda.

Mais de três viaturas da PM tiveram que se deslocar para o local, a fim de liberar o veiculo, ainda segundo as informações a liberação somente ocorreu após a chegada da Força Tática que conseguiu dispersar a população revoltada com a demora na regularização da energia no bairro.

 

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias

MEDEIROS PARTICIPARÁ DA MOTOCARREATA EM RONDONÓPOLIS

O deputado federal José Medeiros (Podemos), confirmou presença no próximo domingo 1º/08, em uma manifestação em Rondonópolis, e que ocorre em todo o Brasil a favor do voto impresso e

Destaques

Foguete chinês cai no Oceano perto das ilhas Maldivas

Depois de gerar enorme expectativa, destroços do foguete chinês Longa Marcha 5B acabaram caindo no Oceano Índico, numa região relativamente próxima às Ilhas Maldivas, felizmente, sem causar qualquer incidente. O

Destaques

Menino de 9 anos é esquecido pelo pai em bar de Rondonópolis

Um menino de apenas 9 anos da idade foi esquecido pelo pai, na madrugada de domingo (8), em um bar de Rondonópolis (212 km de Cuiabá). O caso foi tratado

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta