segunda-feira, março 4, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Ministério da Saúde instala centro de operações de emergência para monitorar dengue em MT

    O Ministério da Saúde lançou, na quinta-feira(1), um Centro de Operações de Emergência (COE), em Mato Grosso, para monitorar os casos de dengue no estado. O anúncio foi feito na quinta-feira (1).

    Até agora, decretaram estado de emergência o Acre, o Rio de Janeiro, Minas Gerais, alguns municípios de Goiás, e o Distrito Federal — que registrou aumento de 1.060% nos casos da doença.

    O objetivo, segundo o Ministério, é dar mais agilidade no monitoramento e na análise do cenário nacional e, assim, reforçar a assistência nos estados e municípios, inclusive no fornecimento de matéria-prima para as unidades básicas de saúde e hospitais.

    📝Competências do COE

    As competências do Centro de Operações de Emergência destacadas na portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta são as seguintes:

    • planejar, organizar, coordenar e controlar as medidas a serem empregadas durante a resposta;
    • articular-se com os gestores estaduais, distrital e municipais do SUS;
    • articular-se com órgãos e entidades do Poder Público;
    • encaminhar à Ministra de Estado da Saúde relatórios técnicos sobre a situação
    • epidemiológica e ações de resposta;
    • divulgar à população informações relativas à resposta, situação epidemiológica e assistencial; e
    • propor, de forma justificada, ao Ministério da Saúde o acionamento de equipes de saúde.

    Fora da lista

    Mato Grosso ficou de fora da lista dos estados que receberão doses da vacina contra a dengue, conforme anúncio feito pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (25). Até o dia 16 de janeiro deste ano, o estado registrou 254 casos confirmados da doença. Conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), em 2023, foram confirmados 925 casos.

    Segundo o Ministério da Saúde, não há doses o suficiente para todos os estados, por isso, foram definidos critérios de priorização para a escolha dos municípios.

    As doses vão ser entregues por ordem de prioridade — onde há casos mais graves e em maior volume — e em etapas. Ou seja, a imunização não começa de maneira uniforme. Até o momento, não há previsão de entrega de doses em Mato Grosso.

    💉O imunizante

    A Qdenga (TAK-003) é um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março deste ano.

    A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue.

    A Qdenga tem efeitos colaterais?

    Os estudos clínicos mostraram que pode haver reações, geralmente, dentro de dois dias após a injeção. As reações registradas foram de gravidade leve a moderada e duraram 1 a 3 dias.

    🚨 Atenção: essas reações NÃO tornam o imunizante contraindicado se aplicado no público correto.

    Foram relatadas com maior frequência:

    • dor no local da injeção (50%);
    • dor de cabeça (35%);
    • dor muscular (31%);
    • vermelhidão no local de injeção (27%);
    • mal-estar (24%);
    • fraqueza (20%); e
    • febre (11%).

    As reações são menos frequentes após a segunda dose da Qdenga.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL