quarta-feira, fevereiro 21, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Milei critica opositores que buscam frear decreto: “Idiotas Úteis”

    Javier Milei, presidente da Argentina, expressou sua desaprovação em relação aos parlamentares da oposição que estão tentando impedir a implementação do Decreto de Necessidade e Urgência (DNU), que tem como objetivo promover a desregulamentação econômica do país.

    Na entrevista concedida à Rádio Mitre, Milei declarou no domingo, 7, que caso “se começarem a fazer coisas estúpidas, são eles os responsáveis”.

    Os parlamentares que questionam os métodos do DNU foram chamados de “idiotas úteis” e a “casta política” foi criticada por dificultar a implementação do programa de cortes públicos e desregulamentação.

    “Querem manter os seus privilégios. Quando o Congresso se põe a fazer coisas estúpidas, passa a fatura: não acompanharam a licitação de títulos, que causou um pequeno salto no dólar. (…) eles são os responsáveis”, acrescentou.

    Além de outras questões, o decreto promove mudanças no mercado de trabalho, no mercado de aluguéis e anula um conjunto de leis nacionais. As medidas também contemplam a transformação de várias empresas estatais em sociedades anônimas, simplificando o processo de privatização.

    Os partidos aliados do governo estão interessados em realizar alterações significativas no conteúdo, porém o partido de Milei, La Libertad Avanza, aparenta não estar disposto a abrir mão.

    “É porque eles querem subornar, é por isso que querem acabar com tudo”, afirmou o presidente argentino na entrevista.

    Apesar disso, Milei expressou otimismo em relação à obtenção da aprovação, afirmando que o DNU é conhecido como decreto de libertação. “Chamamos o DNU de decreto de libertação. É pró-mercado, eliminam-se os vícios da política, as bobagens. Mas os idiotas úteis concentram-se nos métodos”.

    “Com os outros governos que limaram as liberdades e colocaram a mão nos nossos bolsos, não houve resistência da casta política”, afirmou. “Agora, neste caso, quando estamos devolvendo as liberdades ao povo e avançando para uma estrutura mais pró-mercado, pró-competitiva, quando estamos pondo um fim aos vícios políticos, aí eles reclamam.”

    Milei também fez críticas àqueles que levantam dúvidas sobre a legalidade do megadecreto: “O decreto é um instrumento que vem sendo utilizado por todos os governos e está na Constituição. Eles reclamam e atacam como inconstitucional quando está na Constituição”.

    E acrescentou: “Há outros que são idiotas úteis que focam nos métodos, quando na realidade isso faz parte da dinâmica”.

    No dia 20 de dezembro, Milei fez um anúncio em todo o país sobre um decreto de emergência que tem como objetivo desregular a economia do país, revogando ou alterando mais de 300 leis. Na sexta-feira, dia 5, o texto foi encaminhado ao Congresso.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    AMOR ALÉM DA VIDA

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL