MAL SÚBITO – Motorista de ônibus   infarta dirigindo e consegue tirar veículo da pista antes de morrer.

MAL SÚBITO – Motorista de ônibus infarta dirigindo e consegue tirar veículo da pista antes de morrer.

Episódio aconteceu na manhã desta quinta-feira (25) e nenhum passageiro ficou ferido

Na manhã desta quinta-feira (25), na BR-364 a cerca de 40 km de Jataí um motorista da Empresa Gontijo de Transportes, que dirigia o ônibus rodoviário Paradiso G7 1200 Scania 6×2, com prefixo 18875, que fazia a linha São Paulo x Porto Velho, morreu ao volante, depois de ter um mal súbito durante a viagem.

A informação foi divulgada inicialmente por funcionários da empresa, sobre o acidente nas redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativo.

Após o mal súbito o motorista identificado como Elismar Jesus Silva de 45 anos, natural de Rio Verde-GO, ainda conseguiu tirar o ônibus da pista e entrar em uma lavoura de soja, as margens da via.

Não ouve registro de passageiro feridos durante o acidente.

Nas redes sociais, amigos e profissionais do transporte, lamentaram o falecimento do motorista.

Um outro ônibus foi disponibilizado pela empresa para que os passageiros pudessem segui viagem com destino até Porto Velho em segurança.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, foram acionada para o local do acidente. Os agentes do SAMU, informaram que ao chegar ao local, encontraram o motorista sem vida.

O corpo foi transladado para a cidade de Mineiros onde ele residia e será velado.

Redação com Revista Ônibus

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso

Após acidente de trânsito PM faz a maior apreensão de cigarros do ano

A PM recebeu a informação de um acidente ocorrido no Residencial  Jose Sobrinho em Rondonópolis nesta terça-feira (14/04/21). Chegando ao local a PM fez uma varredura no interior do veículo

Destaques

Como está a cobertura vacinal no Brasil

Como está a cobertura vacinal do País? Levantamento do Ministério da Saúde vai entrevistar cerca de 23 mil pais e mães, em 19 estados e no Distrito Federal, para identificar

Mato Grosso 0 Comentários

DOCUMENTOS SÃO QUEIMADOS E PROVAS DE “MENSALINHO” PODEM NÃO EXISTIR

O primeiro-secretário da Assembleia, deputado Guilherme Maluf (PSDB), avalia que será difícil provar a existência do suposto “mensalinho”, uma vez que, a cada cinco anos, os documentos do Legislativo são