sábado, abril 20, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Lista |Ministros deixam o governo Bolsonaro para disputar as eleições

    Diário Oficial da União desta quinta-feira (31/3) traz a exoneração de nove ministros do presidente Jair Bolsonaro (PL) que deixam seus cargos para concorrer nas eleições de outubro deste ano. A Lei Eleitoral determina que ministros de Estado se desincompatibilizem seis meses antes da data marcada para o primeiro turno.

    Veja o entra e sai nos ministérios:

    Secretaria de governo

    Sai: Flávia Carolina Peres (Flávia Arruda), que, agora, reassume o mandato na Câmara dos Deputados. Ela é pré-candidata ao Senado no Distrito Federal.

    Entra: Célio Faria Junior, antes chefe do gabinete pessoal de Bolsonaro.

    Agricultura

    Sai: Tereza Cristina, que, agora, reassume o mandato na Câmara dos Deputados. Ela é pré-candidata ao Senado pelo Mato Grosso do Sul.

    Entra: Marcos Montes Cordeiro, ex-deputado, então secretário-executivo da Pasta.

    Cidadania

    Sai: João Roma, que retoma o mandato de deputado federal. Ele é pré-candidato ao governo da Bahia.

    Entra: Ronaldo Vieira Bento, então chefe da assessoria de Assuntos Estratégicos do ministério.

    Ciência e Tecnologia

    Sai: Marcos Pontes, que vai concorrer a uma vaga de deputado federal por São Paulo.

    Entra: Paulo César Rezende de Carvalho Alvim, que era secretário de Inovação do ministério.

    Desenvolvimento Regional

    Sai: Rogério Marinho, que vai concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Norte.

    Entra: Daniel de Oliveira Duarte Ferreira, então secretário-executivo da pasta.

    Infraestrutura

    Sai: Tarcísio de Freitas, pré-candidato ao governo de São Paulo.

    Entra: Marcelo Sampaio Cunha Filho, que deixa a secretária executiva do ministério.

    Mulher, Família e Direitos Humanos

    Sai: Damares Alves, que deve concorrer ao Senado ou à  Câmara dos Deputados pelo Distrito Federal.

    Entra: Cristiane Britto, até então secretária nacional de Políticas para as Mulheres.

    Trabalho e Previdência

    Sai: Onyx Lorenzoni, que reassume o mandato na Câmara dos Deputados. Ele é pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul.

    Entra: José Carlos Oliveira, presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

    Turismo

    Sai: Gilson Machado, pré-candidato ao Senado por Pernambuco.

    Entra: Carlos Alberto Gomes de Brito, então diretor-presidente da Embratur.

    Secretaria Especial de Cultura

    Sai: Mário Frias, que se filiou ao PL, partido de Bolsonaro, e anunciou pré-candidatura a deputado federal por São Paulo

    Entra: Hélio Ferraz de Oliveira, até então secretário nacional do audiovisual e número da pasta.

    Outras exonerações

    O Diário Oficial trouxe ainda a exoneração, a pedido, de Alexandre Ramagem do cargo de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). O substituto ainda não foi nomeado. Delegado da Polícia Federal (PF), Ramagem foi coordenador da segurança de Bolsonaro na eleição em 2018.

    Na Fundação Cultural Palmares, saiu o presidente Sérgio Camargo. Ele não informou a que cargo deve concorrer em outubro. O substituto dele ainda não foi informado. Na última terça-feira (29/3), ele se filiou ao PL e escreveu em suas redes sociais: “Filiei-me ao PL! Negros não precisam ser vítimas. Negros são livres. Pretos e brancos unidos. Palmares digna. Bolsonaro até 2026. Sigamos, patriotas!”.

    Redação com JOTA

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL