Líder da juventude Fagner Lima é pré-candidato a vereador

Líder da juventude Fagner Lima é pré-candidato a vereador

Fagner Lima, 35 anos é uma das apostas do PSDB para a Câmara de Rondonópolis. O pai da Maria Júlia e Enzo Gabriel milita no partido há 16 anos.

Fagner é uma liderança jovem, que desponta entre aqueles que desejam mudança. O ex-presidente do PSDB-Jovem tem como referência política, o vereador Rodrigo da Zaeli. “Nosso partido tem hoje os vereadores com melhor avaliação na Câmara e o meu amigo Rodrigo é voz ativa contra os desmandos que acontecem nesta cidade. Ele me representa”.

Essa é a primeira experiência do pré-candidato. A decisão foi tomada depois do posicionamento de alguns parlamentares de Rondonópolis. “Não concordo com muita que acontece na Câmara. Hoje quem é contra esses absurdos que acontecem ali é minoria. Quero somar e transformar o meu partido e outros pensam diferente em maioria. Estou pronto”, garante.

Fagner não gosta de promessas, prefere compromissos. Entre eles a integração sociedade/parlamento. “Existe várias maneiras de se fazer política objetiva, sem demagogia e trazer as pessoas para discutir o que de fato é de interesse público. Entendo que essa é uma obrigação de qualquer parlamentar”.

REDAÇÃO

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso 0 Comentários

PRESIDENTE DA FENAPEF ENDOSSA PRÉ-CANDIDATURA DE RANALLI

A pré-campanha do policial federal Rafael Ranalli à Câmara Federal foi endossado por um nome de peso no meio policial. Nesta quinta-feira, dia 18, o presidente da Federação Nacional dos

Notícias 0 Comentários

GOVERNO LIQUIDA FOLHA DE SERVIDORES E FAZ REPASSES À SAÚDE E MUNICÍPIOS

O Governo do Estado liquida nesta terça-feira (21) o pagamento dos salários dos servidores. Até o final do dia recebem aqueles que ganham mais de R$ 10 mil líquidos e

BITCOIN E CRIPTOMOEDAS PODEM SER PROIBIDOS NO BRASIL

O Projeto de Lei n° 2303/2015  quer tornar crime a “emissão, comercialização, intermediação e mesmo a aceitação como meio de pagamento” do Bitcoin e demais criptomoedas no Brasil. As justificativas