terça-feira, abril 16, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Juntos & Misturados| Senador busca apoio de prefeito esquerdista em MT

    Nada é tão ruim que não possa piorar, o provérbio inglês, bem aplicado a nossa cultura. Principalmente nas questões políticas.

    Uma declaração do senador Wellington Fagundes (PL), durante a visita da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Cristiane Britto, sobre a vontade de contar com o esquerdista assumido prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (PSB) no palanque de Bolsonaro, caiu como um soco no estomâgo para a direita em MT.

    O prefeito José Carlos do Pátio de Rondonópolis, é um apaixonado pela doutrina socialista e o comunismo fracassado de Karl Marx. O nobre alcaide das terras de Rondon, não consegue esconder sua paixão avassaladora pelo ex-presidente Lula.

    E pasmem, é este o tipo de apoio que o senador pretende alcançar para o Presidente Bolsonaro. Inclusive declarando que poderiam trabalhar juntos.

    “O Zé está evoluindo, ontem mesmo eu tive a oportunidade de conversar com diversas lideranças ligadas a ele e tenho certeza de que daqui até as convenções poderemos conquistar espaços de trabalhos juntos”, disse o senador à gazeta digital.

    Surfar no populismo, apoiar esquerdistas não é a melhor forma de buscar unanimidade; com a direita de MT, principalmente referindo ao prefeito esquerdista da 2ª economia de Mato Grosso.

    Zé do Pátio, está tomado pela sua paixonite pelo ex-presidente Lula e suas doutrinas comunistas fracassadas.

    O apoio pretendido pelo senador, é daquele que já afirmou anteriormente que povo do centro oeste e incluíndo os rondonopolitanos não sabem escolher e não sabem votar. Sempre que pode destila palavras contrárias ao governo Federal.

    Vídeo de Pátio “mato-grossenses não sabem votar”

    video de  23 de fevereiro de 2020
    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL