Inelegível: MP Eleitoral afirma que Taques não pode concorrer e atua para barrar candidatura

Inelegível: MP Eleitoral afirma que Taques não pode concorrer e atua para barrar candidatura

O procurador regional eleitoral, Erich Raphael Masson, ingressou, nesta terça (29), com pedido de impugnação do registro de candidatura do ex-governador e candidato ao Senado pela coligação “Todos Somos Mato Grosso”, Pedro Taques (Solidariedade).

A condenação imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) no último dia 8 de setembro, que acatou uma representação do PDT apontando irregularidades na realização da Caravana da Transformação em 2018?, foi o que motivou o pedido do procurador. Masson alega que a condenção torna Taques inelegível.

Na ocasião, o pleno do TRE condenou o ex-governador a pagar multa de R$ 50 mil. No pedido, o procurador ressalta que Taques não quitou essa multa. A quitação é um requisito para o registro de candidatura. 

“De tal sorte, considerando que a decisão proferida pelo colegiado do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso condenou o candidato pela prática de conduta vedada aos agentes públicos em campanha eleitoral, aplicando multa eleitoral e tornando-o inelegível pelo prazo não exaurido de 08 anos, a contar da eleição (2018), resta configurado óbice ao registro de candidatura”, diz trecho um trecho da solicitação.

De acordo com o órgão, Taques está inelegível por 8 anos a contar do pleito de 2018, quando concorreu à reeleição ao Palácio Paiaguás. Dessa forma, o ex-governador não pode disputar uma eleição até 2026.

Outro lado

O ex-governador Pedro Taques diante do pedido do MP alega que já tornou público suas certidões negativas criminais.  

“Amigos, eu não roubei e não cometi crime algum, o Ministério Público Eleitoral (MPE) entendeu que há uma pendência para ser resolvida junto ao TRE e será resolvida, destaco que não se trata de corrupção ou improbidade. Como advogado constitucionalista eu acredito e confio na Justiça Eleitoral e a verdade será restabelecida”, disse o candidato. 

O candidato pelo Solidariedade afirma ainda que seus advogados já estão recorrendo do pedido protocolado pelo MP Eleitoral.

Redação com Rdnews

Talvez você também goste

Mato Grosso

Vereador com suspeita de covid-19 estaria desobedecendo protocolo médico

Uma denúncia, com documentos  chegou a reportagem do Marreta Urgente, informando que o vereador Luís Pereira Costa (PR) do município de Primavera do Leste-MT (244 km de Cuiabá) , estaria

BOLSONARO: “GOVERNO É UM TIME”

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta 2ª feira (6.mai.2019) o embate entre o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, e o escritor Olavo de Carvalho. “Temos coisa muito mais

Destaques 0 Comentários

VISÃO EMPREENDEDORA: GUSTTAVO LIMA RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO EM RONDONÓPOLIS

O cantor Gusttavo Lima, se apresentou na madrugada deste domingo (24) em Rondonópolis e recebeu da Câmara Municipal o título de cidadão Rondonopolitano por indicação do vereador Roni Magnani (PP).