Há 110 anos nascia Noel Rosa

Há 110 anos nascia Noel Rosa

Centro de Memória Bunge recupera áudio de episódio de 1957 em homenagem ao compositor, gravado na Rádio Nacional do Rio de Janeiro

Há 110 anos nascia um dos mais importantes artistas brasileiros da história: Noel de Medeiros Rosa. Carioca, teve contribuição fundamental na legitimação do samba dos morros cariocas, tornando-o popular entre a classe média, além de compor 259 músicas com mais de 50 parceiros, entre elas, “Adeus”, “Até Amanhã”, “Conversa de Botequim e “Com que Roupa?”, seu primeiro sucesso.

Em 1929, antes de estourar como o “Poeta da Vila”, o compositor se uniu aos músicos Almirante, Braguinha, Alvinho, Henrique Brito e Henrique Domingos, formando o conjunto Bando de Tangarás e gravaram um primeiro disco influenciado pela música sertaneja. O grupo alcançou sucesso apresentando-se em rádios, cinemas e teatros, mas foi no carnaval de 1931 que o samba “Com que Roupa?”, de autoria do próprio Noel Rosa, já em carreira solo, estourou no País inteiro, com versos de humor e crítica social – características de todas as suas obras.

Rompendo a barreira que separava o “samba do morro” e o “samba do asfalto” no Rio de Janeiro, Noel foi o primeiro a compor esse estilo musical em parceria com os sambistas dos morros cariocas, com canções que traziam como temática o amor, a malandragem e a vida boêmia.

Menos de uma década se passou entre o seu primeiro sucesso e sua morte, com apenas 26 anos, vítima de uma tuberculose. Ainda assim, seu legado segue preservado e sua importância é reconhecida de diferentes formas. Entre os mais de 1,5 milhão de documentos no acervo do Centro de Memória Bunge está o áudio de um dos episódios de 1957 do programa de rádio Galeria Musical SANBRA, da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em homenagem ao compositor (áudio anexo). O Galeria Musical SANBRA foi produzido por Paulo Roberto, com apresentação dele e de Zezé Fonseca. Na época, a orquestra que se apresentava ao vivo estava sob regência de Hércole Vareto, com as vozes de Lucio Alvez, Zezé Macedo, Dolores Duran, Roberto Paiva, Risadinha e Marion.

Além disso, em 2010, a Escola de Samba Unidos da Vila Isabel apresentou o enredo do carnaval com o samba Noel: A presença do Poeta da Vila, de autoria de Martinho da Vila. O bairro carioca de Vila Isabel também homenageou o compositor com uma estátua em bronze. Em 2019, o site de buscas Google prestou homenagem aos 109 anos de seu nascimento com um Doodle de Noel tocando violão em um botequim carioca, cenário comum nas suas músicas.

Sobre o Centro de Memória Bunge

O Centro de Memória Bunge foi criado em 1994 e desde então é um dos projetos da Fundação Bunge. Referência na área de preservação da memória empresarial, o local tem como objetivo a guarda e preservação de documentação histórica, a disseminação do conhecimento e a utilização de seu acervo como um instrumento estratégico de gestão. Para facilitar o acesso ao público e compartilhar com a sociedade o aprendizado construído, conta com atividades gratuitas como Atendimento a Pesquisas, Exposições Temáticas, Visitas Técnicas e Benchmarking. Além disso, promove as Jornadas Culturais, série de palestras e oficinas gratuitas com objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação de acervos históricos e patrimoniais.

Acesse o áudio em:

https://drive.google.com/drive/folders/1NJBctGSBekUSaYhLW6TQF0ooPbuosT8I

Sobre a Fundação Bunge

A Fundação Bunge, entidade social da Bunge no Brasil, há 65 anos atua em diferentes frentes com o compromisso de valorizar pessoas e somar talentos para construir novos caminhos. Suas ações estabelecem uma relação entre passado, presente e futuro e são colocadas em práticas por meio da preservação da memória empresarial (Centro de Memória Bunge), do incentivo à leitura (Semear Leitores), do voluntariado corporativo (Comunidade Educativa), do desenvolvimento territorial sustentável (Comunidade Integrada) e do incentivo às ciências, letras e artes (Prêmio Fundação Bunge).

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias

Mulher feita de escrava e mantida em cárcere privado é resgatada pela PM

Uma mulher mantida como escrava e em cárcere privado foi resgatada, nessa terça-feira 27, pela Polícia Militar, em Araputanga (MT). O suspeito do crime foi preso em flagrante e já

Notícias

UPA EM RONDONÓPOLIS SEM SABÃO E PAPEL TOALHA (VÍDEO)

Na manhã desta terça-feira (7), uma denúncia com vídeo e fotos foi enviada a redação do Marreta Urgente. Com a informação de que na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de

Notícias 0 Comentários

Rondonópolis bem representada no Anuário Brasileiro de Proteção 2018

A Machado Assessoria empresa da cidade de Rondonópolis- MT, dentre tantas empresas de segurança no trabalho no Brasil, é a representante do estado do Mato Grosso inclusa no Anuário Brasileiro