GOLPE DA LISTA TELEFÔNICA EM RONDONÓPOLIS

GOLPE DA LISTA TELEFÔNICA EM RONDONÓPOLIS

Um conhecido empresário de Rondonópolis denunciou a reportagem do Marreta Urgente, o já conhecido “Golpe da Lista Telefônica” que não é novidade: há mais de 14 anos vem fazendo vítimas em todo o país. Voltou com força na cidade.

 

Embora bastante divulgado e conhecido pela comunidade empresarial, muitos ainda são vítimas do golpe da lista telefônica, aplicado em diversas cidades do país, e objeto de inúmeras ações judiciais em nossos Tribunais, sendo que se trata de crime de estelionato, tipificado pelo art. 171 do Código Penal Brasileiro.

A vitima recebe uma ligação. Na linha, uma pessoa simpática, solícita, informa que a ligação é apenas para confirmação de dados, que não há qualquer custo para tal. Em seguida, um fax ou email é enviado para a pessoa, que deve assinar para a tal “confirmação”. A partir daí, começa o tormento.

Após a assinatura da vítima, a empresa responsável pelo golpe começa a enviar boletos de cobrança, ameaças de protesto, SPC, Serasa. O contato de uma empresa editora de listas telefônicas, ou de divulgação em site publicitário, ou filiada à empresas de telefonia, solicitando dados cadastrais sob alegação de que serão necessários para publicação na tal lista telefônica, porém sempre antevendo que se trata de procedimento gratuito, sem ônus extras para o interessado.

Coagidas, para evitar a negativação ou o protesto do título, as vítimas realizam o pagamento de algumas parcelas.

No caso do empresário da cidade a conversa foi assim: “Eles ligaram no telefone da” empresa, e a conta da linha empresarial e ativa, em 2016 nós pagamos na conta de telefone o valor de 25 reais já embutido, dando direito da marca aparecer em uma distribuição NACIONAL de lista telefônica e também na internet, tudo é apenas uma mera formalização, que eles vão mandar por e-mail um formulário que é a para assinar e mandar de volta. “Depois quando vem o contrato tem lá parcelas de 10xR$670,00”.

Marildes Ferreira Coord.Procon

PROCON

A coordenadora do Procon em Rondonópolis, Marildes Ferreira alerta os consumidores quanto ao golpe da lista telefônica.

 “Quando tiverem dúvidas acerca de qualquer oferta de mercado, por favor  procurarem o Procon, ligando no 3411 5295 e 5297, assim esclarecemos. O órgão se coloca a disposição do consumidor em relação as denúncias,  abrindo as reclamações e também orientando no que deve fazer”.

 

 

 

 

 

 

Redação