terça-feira, abril 23, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Geane faz a fiscalização que deveria ser a principal função da Câmara de vereadores em Rondonópolis

    Geane Lina Teles, presidente do SISPMUR, tem desempenhado um papel fundamental quando se fala em fiscalização do executivo. Demostrando altivez e determinação nenhuma denuncia que chaga até o Sindicato dos Servidores Públicos e Municipais de Rondonópolis, fica sem ser averiguada e com isso muitas demandas acabam sendo expostas e a prefeitura tem que resolver as situações.

    De unidades de saúde em péssimo estado de conservação, até perseguição de servidores por quererem um serviço público de qualidade tudo é minuciosamente chegado pela diretoria do sindicato.

    Diante dos fatos é importante analisar quanto custa a câmara municipal de vereadores em Rondonópolis com 21 parlamentares e que tem por missão fiscalizar, legislar e indicar as ações ao poder executivo. O duodécimo de 2023 da câmara de vereadores é de mais de R$ 49 milhões.

    Atualmente um parlamentar em Rondonópolis recebe R$ 10 mil de salário, e mais 10 mil de verba indenizatória, totalizando R$ 20 mil.

    Vejamos em um comparativo a presidente do SISPMUR  recebe de salário cerca de R$ 5.300,00, além de um  adicional de tempo de serviço de R$ 1.500,00 ou seja bruto R$ 6.800,00, isso com 16 anos de serviço público municipal, ela está licenciada e não recebe salário algum do sindicato que representa.

    Ou seja, para desempenhar o trabalho que em tese deveria partir dos vereadores do município, Geane custa 66% a menos que o provento dos vereadores.

    O cálculo refere-se apenas ao custo de salário e verba indenizatória, sem falar que os parlamentares tem direito a assessores, gabinete, entre outros, o que eleva ainda mais o custo.

    Assista Video

    https://fb.watch/iJaUvdXeEx/

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL