sexta-feira, maio 17, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Gasolina e Etanol| Mais baratos nos postos do Brasil

    Dados do último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), referente ao fechamento do mês de fevereiro, apontam que o preço médio do litro da gasolina fechou o mês a R$ 6,851 e manteve estabilidade em relação ao mês anterior, com baixa de 0,34%. Já o etanol apresentou recuo de 2,27% em relação a janeiro, e o valor que estava R$ 5,758, passou para R$ 5,627.

    Todas as regiões brasileiras apresentaram recuo no valor da gasolina, com exceção do Norte, onde o combustível fechou a R$ 6,894, alta de 0,07% no comparativo com o mês anterior, que estava R$ 6,889. O Sudeste liderou com a maior média, a R$ 6,930. A Região Centro-Oeste apresentou a maior baixa no preço da gasolina, de 0,98%, e o valor de R$ 6,914 de janeiro passou para R$ 6,846. Novamente o Sul vendeu o litro do combustível pelo valor mais baixo entre as regiões, a R$ 6,540.

    Etanol

    A queda no preço do litro do etanol foi identificada em todas as regiões brasileiras, com destaque para o Sudeste, onde o litro do combustível passou de R$ 5,659 para R$ 5,408, baixa de 4,44%. Porém, a menor média foi encontrada nos postos do Centro-Oeste, a R$ 5,244. Já o etanol mais caro foi comercializado no Norte, a R$ 6,024.

    Estados

    Nos destaques nacionais entre os Estados, o Rio de Janeiro continua cobrando o preço mais alto para a gasolina (R$ 7,233); e a maior alta no preço, de 1,01%, foi identificada na Bahia, que passou de R$ 6,959 para R$ 7,029. Assim como em janeiro, o menor preço médio para a gasolina foi encontrado no Amapá, a R$ 6,350, e a menor redução, de 2,59%, foi registrada no Rio Grande do Sul, e o valor de R$ 6,642 em janeiro passou para R$ 6,470, em fevereiro.

    Fonte: IPTL é um índice de preços de combustíveis formulado com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil parceiros de abastecimento da Ticket Log.

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    ALMT|VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

    FESTA DAS NAÇÕES 2024

    BRASIL