Fabiano Guma ‘Ferrari’ dos caminhões desembarca no Paraná

‘Ferrari’ dos caminhões desembarca no Paraná

Um lote com dez caminhões Peterbilt 389 foi entregue pela Barigüi Caminhões – concessionária DAF, subsidiária do grupo PACCAR – a colecionadores brasileiros dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Os modelos de luxo foram importados por empresários que são apaixonados por veículos de cargas, mas que devem usá-los apenas em viagens de lazer, para curtir os passeios nas estradas nacionais e internacionais.

Primeiros e únicos do gênero no Brasil – pois não comercializados por aqui e cada um vem personalizado ao gosto do freguês – os caminhões Peterbilt 389 chegaram pelo Porto de Paranaguá-PR e, desde a tarde de sexta (dia 30), já estão rodando nas principais rodovias do Brasil.

Preciosos e raros

Sonho de consumo de todo caminhoneiro ao redor do mundo, os luxuosos pesos-pesados são considerados a “Ferrari” dos caminhões. Eles vêm equipados com cama de casal, TV e frigobar na cabine e cada unidade pode custar cerca de R$ 2 milhões, quando somado aos impostos de importação.

Em estilo clássico, com design arrojado, acabamento interior de couro e repleto de tecnologia que traz conforto e segurança ao motorista, essas joias-raras são construídas de forma sólida, com cabine e capô totalmente em alumínio e uma grade clássica de aço inoxidável, que é uma das características dos luxuosos caminhões Peterbilt.

“É um sonho que vem desde criança. A gente que nasceu e cresceu no meio de caminhões tem o desejo em dirigir um modelo americano desses”, fala o comerciante mineiro Edmilson Consoli, que adquiriu um exemplar na cor vermelha.

Durante a entrega das chaves, o diretor da DAF Barigüi Caminhões de São José dos Pinhais (PR), Marcos Monteiro, contou que dezenas de admiradores paravam, tiravam fotos e registravam os detalhes brilhantes e a imponência do bólido, que saltam aos olhos.

“Entre sorrisos e espantos, alguns relatavam que se tratavam dos majestosos caminhões do filme Transformers, em que o protagonista Optimus Prime – líder dos Autobots – impõe respeito por onde chega”, brinca Monteiro.

Entre os diferenciais tecnológicos dos caminhões Peterbilt, destaque para o diagnóstico remoto SmartLinq que monitora a “saúde” do veículo e verifica até 750 parâmetros de motor e transmissão. Já o painel carrega uma infinidade de mostradores que auxiliam o condutor nas diferentes condições de estradas.

Parcerias de sucesso

O grupo PACCAR é líder global em tecnologia no projeto, fabricação e suporte ao cliente de caminhões premium leves, médios e pesados com as marcas Kenworth, Peterbilt e DAF.

Em 1996, o grupo PACCAR adquiriu a marca DAF, ampliando sua presença global e tornando um dos maiores produtores de caminhões do mundo.

Em 2011 a DAF chegou ao Brasil e, em dois anos, construiu sua planta em Ponta Grossa-PR. A unidade está situada em um terreno de 2,3 milhões de m², a maior área do Grupo PACCAR no mundo.

No Paraná e Santa Catarina, a DAF tem como parceiro representante o Grupo Barigüi, que existe desde 1993 e é o maior revendedor de veículos novos e seminovos do Sul do Brasil.

Em virtude da qualidade e robustez, cerca de 12 mil caminhões DAF já foram comercializados no Brasil, dos quais mais de 2500 unidades pela Barigüi Caminhões.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

THIAGO SILVA PARTICIPARÁ DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA EM RONDONÓPOLIS

Nesta quinta-feira (28), às 19h, acontece na Câmara Municipal de Rondonópolis uma Audiência Pública para discutir a regularização fundiária dos bairros da cidade. Hoje em Rondonópolis mais de 60 bairros,

Destaques

CORTE DE INCENTIVOS| Grupo Petrópolis investe R$ 230 milhões em MG

O Grupo Petrópolis acaba de anunciar que fará uma segunda ampliação em sua fábrica de Uberaba, inaugurada há pouco mais de três meses. O Grupo protocolou junto à Secretaria de

Destaques

OS 6 TIPOS DE COVID-19 E SEUS SINTOMAS

Uma análise feita por pesquisadores do King’s College, em Londres, identificou 6 “tipos” de Covid-19, cada um caracterizado por um conjunto específico de sintomas. A gravidade da doença e a necessidade