“ESCÂNDALO SEXUAL”: VEREADOR SAI EM DEFESA DA CÂMARA DE SORRISO (VÍDEO)

“ESCÂNDALO SEXUAL”: VEREADOR SAI EM DEFESA DA CÂMARA DE SORRISO (VÍDEO)

Em Sorriso-MT, o assunto que ganhou notoriedade e foi um dos mais comentados, a notícia publicada em site local, que acabou viralizando sobre um escândalo sexual, envolvendo um parlamentar, um assessor e um haitiano, que segundo a versão do noticiário, teriam realizado uma” festinha intima”, e como consequência resultou em fissura anal, no parlamentar.

 Com a repercussão o vereador Maurício Gomes (PSB), acabou gravando um vídeo em suas redes sociais e repudiou a atitude do jornalista. Ele chegou a expor também a indignação com a falta de profissionalismo e ética do site de notícias que publicou a matéria, entre algumas considerações, alegou que o objetivo de tal matéria é denegrir a imagem da câmara, afirmou que vai acionar a justiça; que apesar das indiretas e vários telefonemas que recebeu não é ele a pessoa citada na matéria.

“A vida pessoal do parlamentar não diz respeito à imprensa. Se o vereador ‘deu o ânus’, não interessa. Está mexendo com instituição, não gostei da atitude. Isso é muito triste para o parlamento em Sorriso, tira a credibilidade do parlamento”, disse Mauricio.

 Assista o vídeo

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Polícia 0 Comentários

As mudanças radicais de MORO para combater o crime

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou ontem um pacote de mudanças em leis para enfrentar a criminalidade no Brasil. Ataca, simultaneamente, corrupção, crime organizado e crimes violentos. “O crime

Polícia

A CASA CAIU|DERF PRENDE TRAFICANTE NO JARDIM IGUAÇU

A Delegacia Especializada de Roubos e Furto (DERF) de Rondonópolis, prendeu no fim da tarde desta sexta-feira (11), M.V.C.P de 18 anos, por tráfico de drogas. Em sua residência no

Destaques

STF SUSPENDE LOCKDOWN JUDICIAL EM RONDONÓPOLIS

A Procuradoria Geral do Município de Rondonópolis, conseguiu nesta sexta-feira (3) em recurso junto ao STF, suspender a decisão proferida pelo desembargador Mario Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça