Empresário e três PMs são presos acusados de executar seis pessoas

Empresário e três PMs são presos acusados de executar seis pessoas

Três policiais militares da ativa e um produtor rural estão entre os presos na Operação Insídia, deflagrada na manhã desta quinta-feira (27) pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, na região norte de Mato Grosso e em Tocantins. Os mandados são resultado das investigações que apuram as circunstâncias do desaparecimento de seis pessoas no município de União do Sul. A Polícia Civil também cumpre mandado judicial de busca e apreensão na residência de um delegado de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá).

As prisões temporárias foram decretadas pelo juízo da comarca local, com prazo de trinta dias, podendo ser prorrogadas por igual período.    

Apuração

As investigações apuram os fatos ocorridos no dia 18 de abril deste ano, em uma fazenda no município de União do Sul. Naquele local, foram encontrados diversos veículos com perfurações, estojos, munições, além de manchas de sangue e objetos pessoais, sem qualquer registro ou informação do que teria acontecido. 

Após a realização de dezenas de diligências, perícias técnicas, buscas pelos corpos, oitivas de testemunhas e de pessoas envolvidas, as investigações apontaram para a execução de pelo menos seis pessoas, seguidas da ocultação dos respectivos cadáveres. Entre as vítimas está um funcionário da fazenda que trabalhava no local onde o fato ocorreu. 

Além dos homicídios, são apurados outros possíveis crimes conexos, como cárcere privado, constituição de milícia privada, corrupção ativa e passiva. 

As ações foram realizadas com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE), Corregedoria da Polícia Civil de Mato Grosso, Polícia Civil do Estado de Tocantins e Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso.

As investigações seguem em andamento.

A Polícia Civil dará coletiva, na manhã desta quinta-feira (27), passando mais detalhes da operação.

Poconet

Talvez você também goste

Brasil

AVALANCHE NO GOVERNO BOLSONARO, A DEMISSÃO DE MORO E OS CARGOS DO CENTRÃO

Uma verdadeira avalanche caiu sobre o governo Bolsonaro, após o pedido de demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O estopim da saída de Moro, a exoneração

Mato Grosso 0 Comentários

TRE ABSOLVE PREFEITO E VICE DE RONDONÓPOLIS POR UNANIMIDADE (7X0)

O prefeito José Carlos do Pátio (SD) e o vice Ubaldo Barros (PTB), foram absolvidos por 7(sete) votos a favor mais uma unanimidade em um processo movido pelo Ministério Público

Notícias 0 Comentários

JULGAMENTO DE UM “SANTO” EM PORTO ALEGRE DEFINIRÁ RUMOS DO PT EM 2018

O julgamento do século que acontece em Porto alegre RS, nesta quarta feira (24), onde três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4 avaliarão a sentença do juiz Sérgio Moro que