Duas mulheres participam da disputa majoritária em Rondonópolis

Duas mulheres participam da disputa majoritária em Rondonópolis

Uma das pautas mais debatidas na atualidade é a participação, e o protagonismo das mulheres na política, seja na esfera federal, estadual e municipal.

Das oito candidaturas registradas, para disputar a eleição majoritária em Rondonópolis, neste 15 de novembro apenas duas tem em sua composição uma mulher. E são encabeçadas por homens.

Marchiane Fritizen

A direita está representada pela empresária Marchiane Fritzen (PSL), que entra na disputa como vice de Luizão (Republicanos), com perfil de esquerda aparece o nome da Professora Bia (PT) que compõem como vice na chapa encabeçada pelo médico Kleber Amorim (PT)

Professora Bia

As demais chapas são compostas:

 Claudio Ferreira Dc – Reginaldo Dos Anjos (Patriota)

Coronel Bonoto – Pastor Ageu- PRTB

Thiago Muniz (DEM)- Ibrahim Zaher (PSB)

Ubaldo Barros -Eliesio Nascimento (Cidadania)

Zé Do Pátio (SD) Aylon Arruda (PSD)

Kleison Teixeira -Marcelino Dias (PSOL)

As mulheres sempre ocuparam posição de destaque nas minhas administrações. Sejam protagonistas ou coadjuvantes políticas, está comprovado que uma das grandes expectativas do eleitor, quando questionado, em vários setores, em três pontos principais políticos não-corruptos; participação de pessoas novas na política, e a participação feminina com maior intensidade.

Redação

Talvez você também goste

Notícias

61% dos brasileiros acreditam que Covid-19 estará controlada em menos 12 meses

Para 61% das pessoas no Brasil, levará menos de 12 meses até a total contenção do novo coronavírus. É o que aponta o levantamento One Year of Covid-19, realizado pela Ipsos

Destaques

Senado inicia debate sobre mudanças eleitorais

Nesta segunda-feira (05), em sessão remota a partir das 10h, o Senado Federal vai realizar um debate a respeito das possibilidades de ajuste da legislação eleitoral. Atualmente, tramitam no Congresso

PLANO DA ATIVISTA DO PCdoB ERA ASSASSINAR BOLSONARO, DIZ MAGNO MALTA

O senador Magno Malta denunciou a truculência da sicária do PCdoB que agrediu o deputado Jair Bolsonaro. “Isso é planejamento de um crime!”, se indignou Malta.     Redação com