sábado, abril 20, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    DERF| PRENDE QUADRILHA POR ROUBO DE CARGAS NA REGIÃO DE RONDONÓPOLIS

    Quatro integrantes de uma quadrilha que vinha atuando no roubo a cargas na região de Rondonópolis foram presos nesta terça-feira (11.10) pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município, com apoio da Delegacia de Guiratinga.

    Na ação que culminou com as prisões em flagrante, uma arma de fogo foi apreendida e a diligência evitou que mais um roubo fosse praticado pela quadrilha.

    As investigações da Derf de Rondonópolis identificaram a associação criminosa que agia armada e atuava em roubos de cargas na cidade. O grupo é liderado por uma mulher, de 44 anos, responsável por organizar as ações criminosas e aliciar os comparsas para a execução dos roubos. Outro comparsa era a pessoa incumbida de fazer a preparação e logística da quadrilha e também por cuidar dos cativeiros para onde eram levados os motoristas rendidos pelo bando criminoso.

    Na ação da Derf, nesta terça-feira, foram presos quatro integrantes da quadrilha, entre eles o responsável pela logística, o criminoso que rendia os motoristas, a pessoa responsável por conduzir os caminhões roubados e a outra que cuidava da carga e descarga dos produtos até a venda, na vigilância e logística de alimentação do grupo.

    Ação criminosa

    A investigação apurou que a associação criminosa agia entrando em contato com uma vítima, previamente escolhida, e simulava a necessidade de pesar a carga ou trocar a nota do produto. Daí era marcado um local de encontro, onde o motorista ao chegar, era rendido e lavado a um cativeiro.

    Com auxílio de um bloqueador de sinal de GPS, o caminhão era levado caminhão com a carga até um barracão, onde era descarregado. Depois a vítima era liberada em algum local da cidade.

    Os investigadores da Derf identificaram que um dos integrantes da quadrilha utilizava a própria casa como cativeiro das vítimas, no bairro Monte Líbano.

    Um dos roubos recentes praticados pela quadrilha ocorreu na semana passada, em Pedra Preta. A carga foi recuperada pela PM e um suspeito preso em flagrante. Outro roubo teve como vítima uma empresa processadora de grãos, quando o bando agiu do mesmo modo, entrando em contato e se passando por responsável pela carga e atraindo o motorista a um local, onde foi rendido. A carga desse roubo foi descarregada em Dom Aquino.

    Nesta terça-feira, a equipe policial recebeu a informação de que a quadrilha entraria em ação novamente, em Rondonópolis, para fazer a pesagem de uma carga. Em monitoramento na casa identificada como de um dos integrantes do bando, os investigadores avistaram dois suspeitos saindo em um Fox prata. Uma equipe seguiu o veículo e outra fez a abordagem na residência, quando os suspeitos que estavam no local tentaram fuga, mas foram detidos.

    Os outros que estavam no Fox foram abordados próximo da Upa de Rondonópolis e um deles tentou sacar uma arma de fogo da cintura, mas não conseguiu e foi imobilizado.Os dois confessaram que estavam no local para render um motorista e roubar uma carga de adubo.

    Na residência monitorada foram detidos dois suspeitos. Um deles relatou que estava aguardando um aparelho bloqueador de sinal de GPS e que estava na casa aguardando o restante da quadrilha trazer a vítima para mantê-la em cárcere.

    O motorista que seria o alvo de mais um roubo da quadrilha foi localizado e contou aos policiais civis que os suspeitos fizeram contato com ele para pesar a carga em Rondonópolis. Ele disse que desconfiou da situação e procurou a Delegacia de Guiratinga para relatar o ocorrido.

    Os quatro suspeitos foram autuados em flagrante por associação criminosa, roubo tentado e porte ilegal de arma de fogo.

    As investigações da Derf de Rondonópolis seguem para localizar os outros integrantes da quadrilha.

    Receba notícias do Marreta Urgente Clique aqui – WhatsApp

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    CÂMARA -CUIABÁ - BALANÇO 2023

    Jornalismo Morreu ou foi assassinado ?

    BRASIL