Deputado Claudinei vai apoiar projeto de formação para brigadistas aos indígenas da Reserva Tadarimana

Deputado Claudinei vai apoiar projeto de formação para brigadistas aos indígenas da Reserva Tadarimana

O parlamentar reuniu com representantes do 2° Comando Regional do Corpo de Bombeiros Militar de Rondonópolis

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), na última sexta-feira (9), esteve no 2° Comando Regional do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CRBMMT), em Rondonópolis, para verificar as principais demandas da instituição. Estiveram presentes o comandante regional da unidade, coronel Vanderlei Bonoto, o tenente-coronel Fabrício Gomes Costa do 3° Batalhão Bombeiro Militar (BBM), os vereadores Marisvaldo Gonçalves (PSL) e Ozeas Reis (PP), e o coordenador da Defesa Civil de Rondonópolis, João Mototáxi.

No encontro, foi debatido as ações preventivas de combate a incêndios florestais na Reserva Indígena Tadarimana que possui cerca de 800 indígenas divididos em seis aldeias, com área de aproximadamente 10 mil hectares. Conforme Bonoto, foi desenvolvido pela instituição, um projeto que prevê a capacitação e contratação de indígenas para aturem como brigadistas no período de queimadas e aponta a necessidade da aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Custos

Claudinei se dispôs a apoiar o projeto com destinação de emenda parlamentar para contribuir com a compra dos equipamentos para a execução dos trabalhos de 16 indígenas brigadistas a serem capacitados e contratados que serão acompanhados por bombeiros militares do Comando Regional. O valor previsto para a aquisição dos EPIs é de quase R$ 134 mil.

“Construímos este projeto que já foi encaminhado para a prefeitura municipal. Queremos desenvolver ações efetivas para melhorar a situação da nossa cidade. Ano passado, o maior foco de queimadas foi na aldeia, mas ocorre todo ano. A gente combate o incêndio, mas tem toda uma questão de logística. Precisamos diminuir os incêndios na área urbana e nas aldeias indígenas. Temos uma boa relação com as aldeias e desenvolvemos projetos sociais”, explica o comandante regional.

Já o custeio com a mão de obra, o projeto estima um valor total de cerca de R$ 53 mil. Os vereadores vão verificar a parceria junto ao prefeito José Carlos do Pátio (SD) para a devida remuneração dos envolvidos no período de três meses. Eles também se dispuseram a ver com os outros integrantes da Câmara de Vereadores de Rondonópolis para fazer a devolução do duodécimo ao Poder Executivo para contribuir com este projeto do Corpo de Bombeiros.

Projeto – É previsto a capacitação dos brigadistas indígenas com Curso de Formação de Brigada, cuja duração é de 40 horas. Eles atuarão no período de julho a setembro deste ano, na fase de prevenção e prestação de atendimento na fase inicial dos incêndios florestais até a chegada da guarnição do CBM do município, cujo deslocamento chega a ser de aproximadamente 50 minutos. Também, os envolvidos receberão todos os materiais e equipamentos necessários para o combate aos incêndios florestais.

Os resultados esperados com a implantação do projeto pela instituição envolvem a diminuição expressiva do número de focos de queimadas na reserva indígena, redução das emissões de poluentes para manter a qualidade do ar, a saúde dos indígenas sob controle e a preservação do meio ambiente.

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

DECISÃO JUDICIAL CANCELA PEÇA COM TRANSEXUAL EM PAPEL DE JESUS CRISTO

  A apresentação da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” agendada para esta sexta-feira (15), no SESC Jundiaí, foi cancelada por decisão judicial devido ao seu conteúdo. A

Destaques 0 Comentários

O VOTO DOS 21 VEREADORES NA PROPOSTA DE AUMENTO DO IPTU EM RONDONÓPOLIS

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) encaminhou nesta terça feira (19) a proposta de aumento do IPTU para a câmara de vereadores em regime de urgência urgentíssima. A proposta

RONDONÓPOLIS

Inquérito sobre venda de falsos respiradores é concluído com indiciamento de duas pessoas

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), concluiu o inquérito que investigou a venda fraudulenta de respiradores pulmonares à Prefeitura de