sexta-feira, maio 17, 2024
More

    Siga o Marreta Urgente

    Últimas Postagens

    Denúncia| Mau atendimento na UPA em Rondonópolis

    Uma denúncia por mau atendimento na Upa de Rondonópolis, foi enviada ao Marreta Urgente. Segundo relatos de Marinete Gomes dos Santos, 42 anos, a sua mãe Amélia Gomes Rosa, 85 anos apresentou sangramentos e foi encaminhada até a Unidade de pronto atendimento por volta das 5h da manhã da terça-feira (25).

    Chegando na unidade de saúde, foi encaminhada para o hospital de retaguarda, onde pacientes com covid-19 são atendidos. Então um médico teria perguntado para a irmã de Marinete que acompanhava a mãe, qual o motivo da paciente estar naquele local. A irmã respondeu que foi encaminhada para lá por um funcionário e que ela estaria com tosse alérgica, o médico passou medicamentos para a referida tosse e enviou o paciente para casa, mesmo com sangramento.

    Amélia Gomes – Foto enviada por Marinete Gomes

    Observando que Amelia não estava melhorando, Marinete procurou o PSF Cidade Alta, sendo atendida por uma médica, que encaminhou imediatamente o retorno da paciente para a upa. Segundo a denunciante, a profissional médica teria dito que “não deveria ter saído de lá sem um diagnostico completo uma vez que estava com hemorragia”.

    A médica do PSF, inclusive encaminhou com uma carta para ser entregue na Upa. Ao chegar procurou a coordenadora da UPA, Cláudia Regina Wandeveld, para relatar os fatos em busca de providências para evitar que o fato não aconteça com outros pacientes.

    Segundo Marinete a coordenadora, teria dito “em bom tom que não tinha nada a ver com isso é muito menos seria sua responsabilidade.”

    Quando questionada sobre o que Claudia “fazia ali, sentada naquela cadeira. A senhora tem que ter conhecimento sim, e tomar providências. Relatou que mãe idosa de 85 anos é cadeirante por conta de um AVC”.

    Então a coordenadora teria gritado, tendo sido uma falta de educação e respeito, com Marinete.

    Outro Lado

    A reportagem tentou contato com a coordenadora da upa via telefone e WhatsApp, e não obteve resposta até o fechamento da matéria. O espaço segue a disposição para eventuais considerações, caso julgue necessário.

    Redação

    Deixe seu comentário

    Siga o Marreta Urgente

    Latest Posts

    Informe Publicitário

    ALMT|VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

    FESTA DAS NAÇÕES 2024

    BRASIL